Fechar
desabafou

A Fazenda 13: Dayane Mello diz que se sentia rejeitada pela mãe

Dayane Mello relembrou quando a mãe estava viva e que não recebia ligações no dia do aniversário, apenas o irmão

Aline TorresRepórter do EM OFF

A peoa e modelo Dayane Mello estava conversando com seu colega de confinamento, Thiago Piquilo quando entrou em um assunto bem intimo de sua vida pessoal. Ela começou a discorrer sobre sua infância e sobre as rotinas que a mãe tinha com os três filhos, Dayane e seus dois irmãos. Com a fisionomia séria, a ex-Gran Fratello começou a contar a realidade de sua juventude:

“Ela ligava todo aniversário dia 12 de junho pro meu irmão, Dia dos Namorados. No meu aniversário ela nunca ligou. Eu sempre senti uma rejeição desde pequenininha, da minha mãe. Quatro meses atrás, antes dela morrer, ela morreu de câncer no útero, o meu irmão automaticamente tinha acabado de perder o Lucas [irmão que Dayane perdeu enquanto estava confinada no Grande Fratello], então o meu irmão tava sob remédio, depressão, chorando todo dia, não queria nem tomar banho, não tava bem”, começou a contar.

“Quando o meu pai liga de Santa Catarina, isso quatro meses atrás… Minha mãe fez aniversário no mesmo dia que meu pai, meu pai fez 57 e ela fez 53 anos, eles fazem aniversário no mesmo dia e depois de cinco dias ela morreu. Antes de morrer, uma semana antes, ela queria ver o Juliano [o outro irmão de Dayane]”, relatou ainda a modelo para Thiago Piquilo.

No começo do confinamento em “A Fazenda 13”, Dayane desabafou ao lado de algumas das peoas sobre a saudade que sente do irmão falecido. A peoa foi consolada por outras participantes depois que afirmar que ainda não conseguiu superar a morte do irmão, Lucas Mello. O familiar morreu em um acidente de carro em Lontras, interior de Santa Catarina, em fevereiro deste ano.

Continua após a publicidade

Dayane estava participando do “Gran Fratello VIP”, uma versão italiana do “Big Brother”, quando seu outro irmão, Juliano Mello, contou, em conjunto com uma psicóloga, a notícia para a modelo enquanto ela estava confinada. Após ter ficado bastante abalada, ela conversou com a produção e decidiu permanecer no programa, chegando à final daquela edição.

Na época, a modelo resolveu não abandonar o reality porque o maior desejo do irmão falecido era que ela vencesse o programa, além de que não poderia voltar ao Brasil por conta da pandemia da Covid-19. Na época, os voos da Itália estavam bloqueados para muitos países, incluindo o Brasil. Os outros confinados do “Gran Fratello” consolaram a colega de confinamento.

Hoje, a modelo se sentiu mal depois de MC Gui, que também já perdeu o irmão, lembrou do familiar morto. Dayane, então, começou a chorar e foi consolada por Fernanda Medrado, Mileide Mihaile e Aline Mineiro. “Ainda não consegui superar a morte do meu irmão, faz só seis meses sabe“, lamentou. “Ouvi o [MC] Gui falando do irmão dele, não consegui [segurar], senti uma angústia. Acompanhei o enterro do meu irmão por vídeo chamada, estava na Itália“, lembrou.

Na época, a equipe que gerencia e assessora a carreira de Dayane, fez uma postagem nas redes sociais confirmando a noticia que Lucas Mello faleceu naquele dia e pediu pensamentos positivos para a modelo. Naquela edição, com a ajuda dos internautas brasileiros, a ex-Gran Fratello chegou à final daquela edição. “Lamentamos que é verdadeira a informação feita por Juliano, onde o irmão mais novo de Dayane Lucas Mello, veio a falecer no dia de hoje. Pedimos que dediquem pensamentos positivos a Dayane e sua família. Vamos nos sentir conectar e ficarmos o mais próximo possível e continuar a dar a todo o afeto que ela precisa”, diz o comunicado da assessoria.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff