Fechar
A FAZENDA 13

A Fazenda 13: MC Gui assume erro ao relembrar polêmica do passado

O funkeiro MC Gui abriu o coração com Victor Pecoraro e Mussunzinho. O cantor relembrou a confusão envolvendo uma criança na Disney

Adriel MarquesRepórter do EM OFF

Victor Pecoraro e Mussunzinho conversaram com MC Gui nesta quarta-feira (15). O assunto acabou tocando na ferida do cantor e relembrando a polêmica que o peão se envolveu. O funkeiro falou sobre o cancelamento e também citou a cantora Walkyria Santos, que perdeu seu filho em agosto.

“Essa parada de cancelamento está matando gente, não vê o moleque da mãe sertaneja?”, disparou MC Gui sobre o filho de Walkyria Santos. O ator da Record, Victor Pecoraro, acabou falando demais e também citou a apresentadora Adriane Galisteu: “Cancelaram a Galisteu antes dela começar”.

Bastante chateado com o julgamento do público, MC Gui contou que é rejeitado por pessoas fora de A Fazenda 13: “Eu quero pessoas boas e tem pessoas boas que ficam com medo de se aproximar de mim”. O ex-ator da Globo e filho do falecido Mussum aconselhou o colega de confinamento: “Isso aí é idiotice. Faz o teu irmão!”.

Sobre ter dado risada de uma criança no parque da Disney, disse que não queria tocar no assunto e que teve sua parcela de erro: “Eu não ia trazer esse assunto, mas eu passei por uma situação em que eu me senti um moleque naquele momento, tive uma atitude de moleque, tive minha parcela de erro, sim. Só que criaram diversas fake news que machucaram, que até hoje ninguém sabe”.

Continua após a publicidade

“As pessoas foram capazes de apontar o dedo pra mim depois do meu erro e falar que eu tinha capacidade de zombar de uma pessoa doente”, continuou MC Gui desabafando sobre a polêmica com uma menor de idade no exterior. Pecoraro concordou que o artista errou, porém, reforçou que ele ainda era imaturo: “Eu lembro, foi uma infelicidade mesmo, cara. Você não é essa pessoa, mano. Você era muito jovem, imaturo e todo mundo tá em evolução”.

Uma nova declaração também deixou os peões boquiabertos. MC Gui contou que contratou uma empresa para descobrir a identidade da menina e que inventaram a história sobre o câncer: “Sabe onde tá o problema? Eu falei, caralh* mano, vacilei. Só que aí criaram um personagem em cima de uma pessoa e aí eu fui atrás, tá ligado? Eu fui atrás porque eu fiquei muito mal. Tive que contratar uma empresa pra tentar achar aquela pessoa e ninguém achou, ninguém sabe o nome. Aí colocaram que a menina tinha câncer”.

O funkeiro paulistano também disse que entrou em depressão e passou meses sem sair de casa, isolado após o ocorrido: “Eu entrei numa put* depressão, fiquei três meses sem pisar na rua, assustado com tudo. Nem com a minha família conseguia conversar, não conseguia fazer nada, mas assim, eu procurei ajuda, mano. Eu precisava de ajuda pra me entender, pra me reencontrar dentro de mim mesmo”.

Outro comentário feito em tom de defesa, foi contando para os amigos que era padrinho do Hospital do Câncer em Barretos: “Fui infeliz? Fui infeliz, mas será que teria a capacidade de fazer isso? Como que as pessoas vão acreditar nisso? Era padrinho do Hospital do Câncer de Barretos, todo ano estava lá. E sempre ia porque o meu coração era aquilo”.