Fechar
Atendimento Médico

Equipe de Dayane Mello solicita que participante seja retirada de ‘A Fazenda 13’

Assessoria da modelo pede que a famosa receba atendimento médico necessário

Danilo ReenlsoberRepórter do EM OFF

A equipe responsável pelo gerenciamento das redes sociais da modelo Dayane Mello, atualmente confinada na sede de A Fazenda 13, publicou uma nota solicitando que a famosa deixe a atração para que possa se submeter a tratamentos médicos. Na madrugada do sábado, ela teria sido vítima de abuso por parte do funkeiro Nego do Borel, já expulso do reality.

Após a festa realizada na última sexta-feira (24), Dayane Mello e Nego do Borel acabaram indo parar debaixo do edredon. A modelo estava visivelmente alterada devido ao consumo de bebida alcóolica e afirmou à produção do programa que não se lembrava de determinados momentos da noite. De acordo com internautas e telespectadores, o funkeiro teria se aproveitado desse momento.

Já na cama, diversos participantes de A Fazenda questionaram se Dayane queria mesmo permanecer com o cantor, mas a modelo sequer conseguia formar uma frase em resposta. Diante do caso, a equipe jurídica de A Fazenda decidiu por expulsar Nego do Borel da atração. “Quando uma mulher diz não, é não. Quando uma mulher bêbada diz sim, também é não“, apontou a apresentadora Adriane Galisteu.

No começo da tarde desta segunda-feira (27), a assessoria de Dayane Mello, que participou da última edição do Big Brother Itália, divulgou uma nota escrita pela equipe jurídica da famosa. “A equipe jurídica de Dayane Mello esclarece que estão tomando as medidas judiciais cabíveis para que ela tenha todo amparo legal reservado às mulheres que sofrem violência sexual“.

Continua após a publicidade

Posicionamento

Nego do Borel foi expulso de A Fazenda 13 na tarde de sábado. A retirada do funkeiro foi confirmada pela Record TV ao EM OFF, e, à noite, no programa conduzido por Adriane Galisteu, o momento da saída do cantor foi mostrado para o público. Neste fim de semana, o famoso se pronunciou por meio das redes sociais.

Vim aqui esclarecer algumas coisas que estavam acontecendo. Primeiro, as de aqui de fora, antes de eu entrar no reality. Gente, aqui fora, do começo do ano para cá, eu vim sendo acusado de várias coisas, entre elas que tinha um fuzil na minha casa. A polícia veio e achou um fuzil paintball, que era o que eu tinha”, começou dizendo o músico.

E continuou: “Fui acusado de passar doença, HPV. Fiz todos os exames, de sangue… Saiu o resultado e não tive nenhuma doença e nunca tive. Fui acusado de ter R$ 2 milhões na minha casa de dinheiro em espécie, e a polícia veio aqui e pegou R$ 420 mil. Esse dinheiro foi devolvido porque eu provei que é lícito. Fui acusado de ser racista. Venho da favela, sou preto, meus amigos todos pretos, meu pai preto… Enfim. Não tem nem argumento…”, ponderou o cantor.

E o ex-peão seguiu falando sobre seu envolvimento com Dayane: “No reality, conheci a Day. Uma pessoa maravilhosa, gentil, simpática. A gente acabou se envolvendo, acabamos gostando um do outro, tendo afinidade e aconteceu o que aconteceu, que até agora não sei porque estou na minha casa. Mas se for pelo fato da Dayane ter dormido comigo, no estado que ela estava, desde já, quero aqui, primeiramente pedir perdão”.

Em seguida, Nego do Borel revelou que pensa até mesmo em tirar a própria vida: “Eu dormi do lado de uma pessoa alcoolizada, eu queria ficar com ela, ela queria ficar comigo… Depois disso, na piscina, ela fala que quer dormir comigo, a gente fica de boa. Não estou entendendo. Vou acabar tirando a minha vida, não estou blefando. Estou falando isso de coração. Estou sendo taxado como bandido. Quero saber o que fiz para merecer para receber tanto ódio. Amigos que me abandonaram, mulheres que não chegam mais perto de mim”.