Fechar
caso de polícia

Erasmo Viana será denunciado após incitar agressão contra gays

Modelo revelou desejo de atirar em gays usando arma de paintball

Paulo Henrique LimaRepórter do EM OFF

Após declarar desejo de atirar contra gays usando uma arma de paintball, Erasmo Viana, participante de “A Fazenda 13”, será denunciado às autoridades nos próximos dias. O modelo causou revolta do público ao comentar que se sente incomodado com integrantes da comunidade LGBTQIA+ que frequentam o parque Ibirapuera, em São Paulo, e deixam o local sujo após fazerem sexo.

“O problema do Ibira [Ibirapuera] a noite é que vira um motel. Os gays que vão [lá] e quem treina lá todo dia de manhã, como eu, vê os papéis melados no chão, de bosta, de camisinha. Quando você corre no meio do mato, os caras vão transar lá, encostam nas árvores, ficam transando. Um dia vou pegar uma arma de paintball e vou lá com os caras [amigos], sair de noite soltando o pau”, disparou.

A fala considerada homofóbica repercutiu negativamente com o público de “A Fazenda 13” e chegou ao ativista e deputado estadual suplente Agripino Magalhães, que confirmou a denúncia contra o ex-marido de Gabriela Pugliesi. “Não basta simplesmente nos indignarmos com casos de LGBQTIfobia. Temos que reagir! Criaturas LGBTQIfobicas têm que responder e serem penalizadas com rigor pela lei”, afirmou o político.

Confinado no reality show rural da Record TV, Erasmo Viana ainda não sabe que será denunciado nesta semana após as declarações polêmicas. A incitação de agressão contra gays ocorreu durante uma conversa com alguns participantes na sala de estar da sede, localizada em Itapecerica da Serra (SP). No momento, os participantes falavam sobre a programação de Natal que acontece anualmente no parque Ibirapuera.

Continua após a publicidade

A assessoria do deputado declarou que Erasmo Viana “será processado por LGBTQIfobia por ofender e incitar o ódio contra a comunidade LGBTQIA+”. Ao site Notícias da TV, a equipe do político ressaltou que “Qualquer pessoa que se sinta incomodada com a orientação sexual do outro deve responder na Justiça”.

De acordo com a lei nº 7716/89, o crime de homofobia e de transfobia pode resultar de um a três anos de reclusão. A lei foi aprovada pelo STF, em junho de 2019, e pune quem induz, pratica ou incita a discriminação ou preconceito em razão da orientação sexual de um pessoa. A equipe de Erasmo Viana ainda não se pronunciou sobre as declarações do famoso.

Fora de “A Fazenda 13”, o modelo foi criticado por Liziane Gutierrez, primeira eliminada da temperada. “Que lamentável, homofobia é crime. Consideramos justa toda a forma de amor! Mais um comentário para o livro de falas repugnantes do Erasmo, é o clichê de reality: ‘O Brasil está vendo!’. Doida pra edição mostrar isso”, afirmou ela, que no reality show travou embate com o modelo.

Em pouco mais de 1 mês confinamento no programa da Record TV, Erasmo foi acusado de machismo ao expor relacionamento com Erika Schneider. “A mina é uma gata, sexo fod. Mas, é limitada. O conteúdo não vai, você vai trocar uma ideia e não vai, é superficial, é rasa. Eu sou um cara que por*, para mim velho, graças a Deus… mulher, sexo, essas coisas, sempre tem. Eu tava criando uma esperança de que pudesse rolar alguma coisa mais com ela, só que na segunda vez que a gente ficou eu já falei isso, vixe, esquece, para mim não vai dar certo”.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff