Fechar
autobiografia

Solange Gomes abre o jogo sobre convite para escrever livro polêmico

Autora de “Solange Gomes: sem arrependimentos” revela bastidores da criação do livro

Paulo Henrique LimaRepórter do EM OFF

Em 2019 Solange Gomes parou o Brasil ao lançar o livro “Solange Gomes: sem arrependimentos”, pela editora Livros Ilimitados. Dois anos depois e confinada em “A Fazenda 13”, a ex-Banheira do Gugu abriu o jogo sobre como surgiu o convite para virar uma escritora sucesso de vendas, com histórias reais sobre suas experiências nos bastidores do estrelato alcançado através da TV brasileira.

Durante conversa com Dayane Mello, Bil Ara´újo e Tiaquilo Piquilo na sala de estar da sede, localizada em Itapecerica da Serra, região metropolitana de São Paulo, a modelo relatou que a oportunidade de lançar um livro pra chamar de seu ocorreu de forma inesperada após um passeio na praia, no Rio de Janeiro. A famosa relatou que após mergulho no mar, decidiu ir ao shopping fazer as unhas.

“Eu estava [na pior] no shopping de bermuda voltando da praia toda cheia de areia que eu fui fazer as unhas. Estava usando uma camiseta e de cabelo amarrado, aí o dono da editora se aproximou de mim”, contou ela, que em seguida disse ter agido de forma grosseira com o empresário que a abordou no centro de compras. “Eu falei [comigo mesma] ‘não to a fim de falar com ninguém'”.

“Estava em uma época muito amargurada que as coisas não aconteciam, quando você não está esperando, sempre assim. Ele falou ‘você é a Solange? É que tenho uma editora’. Eu pensando comigo ‘lá vai ele querer que eu pague pra ter um livro, não tenho nem dinheiro pra pagar o IPVA do meu carro, quer que eu lance livro'”, descreveu a peoa, que já encarou duas Roças em “A Fazenda 13”.

Continua após a publicidade

Solange, então, decidiu deixar com que o dono da editora explicasse a proposta tentadora. “Olha como as coisas são: eu estava toda largada de óculos. Eu sempre quis escrever um livro, ele me falou ‘não, a gente bancaria tudo, você contaria a sua história que trabalhou com o Gugu Liberato, o gancho foi ele, a estrela que puxou. Lógico que tinha outras polêmicas, mas o gancho era ele”.

“Ele falou o nome da editora, anotei no celular e falei ‘quer ver que essa editora nem existe, que é golpe’. Chamei minha filha ‘bora rodar três shoppings do Rio de Janeiro, ir em todas as livrarias ver que essa editora não existe’. Cheguei lá [encontrei os livros]. É verdade o negócio, assinei o contrato”, contou modelo. Solange Gomes disse que também se desculpou com o empresário por ter agido de forma grosseira.

“Depois eles vieram me contar que estavam os dois [os donos] conversando no shopping falando sobre ter que escrever um livro de alguém dos anos 90, alguém que pudesse contar a história da década, que fosse uma referência, uma mulher que fosse bonita, eu passei”, disse. A participante de “A Fazenda 13” também falou sobre a dificuldade de se publicar um livro batendo na porta das editoras.

“Faz você uma história e vai bater na porta de uma editora. Eu vejo muitas pessoas famosas que dão entrevistas dizendo ‘gente, eu tô com uma história, não tenho editora, ninguém quer publicar’. Tem explicação uma coisa dessas? Não adianta, por isso não tenho mais deslumbre”, finalizou a autora de autobiografia “Solange Gomes: sem arrependimentos”, sucesso de vendas e repercussão na imprensa.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff