Fechar
CASO DE POLÍCIA

BBB21: Polícia Civil abre investigação contra Rodolffo por racismo

"Foi instaurado procedimento para apurar o crime de preconceito racial", afirmou a Polícia Civil, em nota

Danilo ReenlsoberRepórter do EM OFF

A Polícia Civil do Rio de Janeiro abriu uma investigação contra o cantor sertanejo Rodolffo devido aos comentários racistas feitos por ele direcionados ao professor João Luiz no BBB21. O processo será conduzido pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (DECRADI).

Foi instaurado procedimento para apurar o crime de preconceito racial. Imagens estão sendo analisadas e as investigações seguem em andamento“, disse a assessoria de imprensa da instituição ao portal UOL.

A investigação foi aberta após a fala do último sábado. Enquanto Rodolffo e Caio se vestiam de homens da caverna para cumprir o castigo do monstro, o cantor sertanejo comparou a peruca da fantasia com o cabelo de João.

Na ocasião, rindo, o sertanejo olhou para Caio com a peruca e disse: “Cê tá com o cabelo quase igual ao do João“. João imediatamente rebateu: “Não, não é igual. É diferente“, disse.

Continua após a publicidade

A frase deixou o brother magoado. Ontem (05) a noite, durante o Jogo da Discórdia, João Luiz aproveitou a oportunidade para falar sobre o assunto.

No sábado, aconteceu uma situação no quarto cordel que estava eu, Caio, Rodolffo e Juliette e eu estou dizendo isso aqui agora, porque, pra mim, é um momento de muita coragem. Mas o Rodolffo chegou a fazer uma piada comparando a peruca do monstro da pré-história com o meu cabelo”, disse João, emocionado.

Isso pra mim, tocou num ponto muito específico porque o jogo ele pode ser sim sobre coisas que a gente vive aqui dentro, mas ele tem que ser um jogo de respeito. Te daria mais umas quatro flechas daquela”, completou o professor.

Essa não foi a única fala polêmica de Rodolffo. Antes, ele já havia ironizado uma roupa do cantor Fiuk, dizendo que a peça parecia uma saia e que, por isso, ele não poderia ir em festas em Goias. Espectadores perceberam homofobia na fala do sertanejo.