Fechar
PARTICIPANTE TENEBROSO

Projota é tão tosco que nem para vilão serve

Rapper é o moleque de vila madalena

Bruno CoutoColunista do EM OFF

Se antes de começar o BBB alguém falasse que Projota era mimado, mau caráter e tosco provavelmente você duvidaria, mas a verdade é que durante sua participação no programa o rapper coleciona momentos bizarros e atitudes infantis.

Nos primeiros dias, Projota era querido pelo público e cogitado até como um dos favoritos a levar o prêmio milionário, depois disso se aproximou de Karol Conka, Nego DI e cia para perseguir Lucas Penteado (com o agravante que o jovem era seu fã). Após a desistência de Lucas e as seguidas eliminações de seus aliados, Projota abraçou Arthur e formou uma das duplas mais anti-carisma da história do Big Brother Brasil.

A relação que ultrapassa o limite de vergonha alheia na TV rendeu auto-comparações com Prior & Babu, além de um paredão incluindo os amigos contra Lumena, embate esse que o rapper teve a confiança do público para seguir na casa pois na opinião da maioria ainda poderia desempenhar o papel de vilão. O problema é que após voltar da berlinda, Projota não assumiu o papel de La Mamacita, pelo contrário, passa o dia choramingando e reclamando da comida.

Diante de sua participação nesse primeiro mês de Big Brother, Projota é a prova que até para ser vilão é preciso ter carisma e não despertar vergonha alheia, caso contrário, o sujeito vira só alguém tosco que esporadicamente faz algumas canalhices. O moleque de vila na verdade era moleque de prédio.

Tags Relacionadas: