Fechar
CONFUSÃO EM DOSE DUPLA

VÍDEO: Juliette e Pocah voltam a bater boca: ‘Não me importo’

Pocah e Juliette protagonizam mais um barraco no Big Brother Brasil 21

Adriel MarquesRepórter do EM OFF

Os ânimos continuam exaltados na casa mais vigiada do Brasil. Pocah e Juliette discutiram mais uma vez na tarde desta segunda-feira (19) na área externa do Big Brother Brasil 21 (Globo). A advogada e a funkeira tentaram se entender, porém, sem sucesso. Elas já tinham brigado ontem, logo após a formação do Paredão.

O clima entre as sisters está aflorado desde a última formação de Paredão, quando Juliette Freire descobriu que a colega de confinamento votou nela. A paraibana deixou de votar na carioca para poupá-la da berlinda, entretanto, se sentiu traída com a atitude da cantora.

Na área externa da casa localizada nos Estúdios Globo, Juliette disparou para Pocah: “Fale baixo, não estou gritando!” e a funkeira rebateu: “Você está começando novamente a brigar“. Pocah chegou a sugerir que a ‘amizade’ com Juliette acabasse: “Então a gente para por aqui, Ju”.

Bastante desapontada com a sister favorita ao prêmio, a artista continuou desabafando, relembrando a desavença que teve com Gilberto: “Você gosta de trazer questão dos outros, que já resolveu, que já estou bem com ele. Você faz isso com todo mundo! Você sempre faz isso com todo mundo! Fez isso comigo quando eu estava lá naquela treta com o Gil”.

Juliette alfinetou Pocah pedindo que a funkeira gritasse mais e recebeu como resposta: “Grita mais, está lindo!”. Pocah também respondeu em tom de ironia: “Amor, palmas pra você!”.

Em determinado momento do atrito, Pocah se defende: “Achei uma hipocrisia a questão do voto, você se importar com voto”. Juliette não deixa passar: “Eu não me importo com voto Pocah. Se eu me importasse com seu voto em mim, eu tinha achado ruim das outras vezes e não achei”.

A maquiadora reclamou que Pocah não respeitou o tempo dela. Sem titubear, a celebridade fez questão de mostrar seu ponto de vista: “Não respeitei mesmo. Achei uma hipocrisia do caralho, desculpa o palavrão, ficar assim por causa de voto”.