Fechar
CONFIANTE

BBB22: Após veto, Rodrigo fica aflito e faz “plantão” ao lado do Big Fone

Rodrigo Mussi, brother do ‘BBB22’, está acampando ao lado do Big Fone. O empresário acredita que o telefone possa ajudá-lo no reality

Adriel MarquesRepórter do EM OFF

Rodrigo Mussi, integrante do Pipoca, não gostou nada de ter sido vetado da Prova do Líder na última quinta-feira (27). O empresário na tentativa de dar a volta por cima, apostou na sua intuição e optou por acampar na área externa da casa mais vigiada do Brasil. O paulista de São José dos Campos, acredita que o Big Fone irá tocar a qualquer momento, optando por ficar de plantão ao lado do aparelho que fica disponível próximo ao gramado.

”Toca, Big Fone, toca! Toca para eu botar fogo nesse jogo”, disparou Rodrigo apreensivo. O inscrito no Big Brother Brasil 22 (Globo), Bárbara e Eliezer foram vetados da Prova do Líder. Antes da edição ao vivo, sob o comando de Tadeu Schmidt, o Pipoca já havia falado sobre o seu plano pós-prova: “Vou dormir naquele Big Fone até domingo, dali eu não saio”.

Em uma conversa com Natália e Lucas, Rodrigo falou o que espera de uma possível ligação do Big Fone: “Eu pensei e até falei ali no gramado: ‘Eu e você estamos na reta essa semana’. Com toda certeza, já não tenho mais dúvida disso porque o Queridômetro mostrou hoje. Uma coisa que eu faria se o Big Fone tocasse: ‘Salve você e mais uma, duas pessoas’. Eu salvava vocês que estão na reta, ia colocar fogo no jogo meu amigo”.

Com a repercussão de Rodrigo e o Big Fone, Boninho que comanda o BBB22, revelou que vai ter trote na atual temporada: “Vou passar [o trote], mas ainda não. Será que ainda vai ser essa semana?”. O diretor-geral já havia liberado o comediante Rafael Portugal fazer uma ligação no Big Brother Brasil 21, Lumena Aleluia do Pipoca foi quem atendeu e ficou surpresa.

Continua após a publicidade

Pensativo e com medo do Paredão, Rodrigo resolveu fazer as pazes com Eslovênia: “Lá na primeira semana você tava colada com a gente, mas depois eu pensei: ‘Será que eu tô vendo verdade na Eslô? Eu não vejo verdade nela’. De uns três dias pra cá a gente parou de se olhar, de olhar na cara um do outro”, disse.

O rapaz assumiu que deu um emoji negativo no Queridômetro e pediu perdão para Eslô, buscando um recomeço: “Me perdoa de uma coisa, uma coisa só. Te dei cobra. É isso, gosto de zerar as coisas assim! Como eu te falei, eu me afastei porque tava chato, mas vamos tentar”.

Repetindo a famosa frase de Karol Conká, o joseense já havia falado sobre enfrentar o Paredão com Eliezer: “Parei de fazer meio de campo. Não gosto da roda ali, não gosto das conversas, dos papos. Não fico mais querendo agradar os outros. Se quiser me colocar no Paredão, põe”.