Fechar
'Falou na cara'

BBB22: Eliezer detona Lucas e Eslô defende affair

Para o empresário, o brother é incoerente e não ajuda as pessoas de quem se diz aliado no jogo

Nayara VieiraRepórter do EM OFF

Após ser votado por Lucas durante a formação do Paredão, Eliezer detonou o brother em conversa com Eslô na madrugada desta segunda-feira (21). Para o empresário, o brother é incoerente e não ajuda as pessoas de quem se diz aliado no jogo. Ele ainda acrescentou que o colega age por conveniência.

Depois de Eli falar no assunto, as sisters concordaram em algumas partes. “Nem é questão só de coerência, mas de conveniência demais”, apontou Natália. “Até que ponto isso?”, perguntou Eslô. “Por exemplo, na festa dele [do líder], ele chega pra mim propõe um brinde, eu ele e Gustavo e aí os meninos estavam atrás e ele começa a falar dos moleques: ‘A gente tem que ir pra cima mesmo…’”, disse o carioca.

“O que ele imagina na cabeça dele? ‘O Eli saindo eu posso ser o próximo alvo. Então vou votar no Eli pra eu não ser o próximo alvo’”, afirmou o brother. “Não acho que ele está pensando em vocês a esse ponto”, continuou ele, explicando que o próximo alvo da casa possa ser Linn da Quebrada. “E ele se diz próximo a vocês…”, acrescentou Eli.

Porém, Eslô saiu em defesa do affair. “Mas eu acho que ele não pensa além… É por inocência. Não é por maldade”, justificou a Miss, que afirmou que conversou sobre o Anjo e disse que falou sobre votos e em votarem todos do grupo no  Paulo André, mas ele ficou em cima do muro.

Continua após a publicidade

Para Eliezer, a maneira de Lucas se posicionar não faz sentido. “O discurso dele é totalmente incoerente”, afirmou ele. “Mas não estou julgando”, acrescentou Eli. Em seguida, eles conversaram sobre votos,  e a designer de unhas opinou que a quantidade de votos foi muito alta no empresário.

Eliezer foi parar na berlinda depois de ser o mais votado da casa por seis jogadores. Mesmo após o Bate-Volta, ele não deu sorte e passou longe de vencer. Quem se safou foi Gustavo, então o Paredão foi formado com Eliezer, Laís e Douglas Silva. A médica foi indicada pelo líder da semana, Arthur, e no contragolpe puxou DG.