Fechar
ANTIJOGO

BBB22: Jessilane se recusa a jogar e estressa Natália

Jessilane se mostra resistente a criar uma estratégia para se proteger

Hanna HaikaRepórter do EM OFF

Nesta tarde de segunda-feira (21), Linn da Quebrada, Natália e Jessilane conversavam sobre a formação do paredão, que ocorreu na última noite (20). Como forma de se proteger do “Quarto Lollipop”, Natália mostrou o desejo de se aliar a Pedro Scooby, Paulo André, Douglas Silva e Gustavo. Nos últimos dias, os brothers tentaram convencer Jessilane a se juntar ao Quarto Grunge para se protegerem, mas a professora de Biologia se mostrou resistente à ideia.

Na conversa desta tarde, Lina questionou Natália. “Tão falando por aí que vocês tinham que debandar pro grupo dos meninos, você vai? Você e Jessi“. A designer de unhas confusa perguntou, “Como assim?”. Jessilane se juntou à conversa. “Disseram que a Lina não tá tentando proteger a gente e eles estão”, afirmou. Natália pontuou que elas precisam se unir contra o “Quarto Lollipop”. Jessilane mostrou, novamente, não aprovar a ideia.

“Por um lado o Lucas tá certo… o Arthur não vota nele e você acha que quando acabar os meninos em quem eles (Lollipop) vão querer votar? Aí vão falar que ‘eu não concordei’, porra nenhuma. Se dissesse ‘não vou votar’, não votava. A gente gosta muito do quarto lollipop, beleza”, comentou a designer de unhas. “Muito não, eu gosto de algumas pessoas de lá”, afirmou Jessi.

“Mas aí que tá. A gente estando com os meninos a gente consegue ter estratégia e não ficar como a gente estava. Você falou que eles (quarto lollipop) não tem estratégia, mas hoje mesmo ele virou pra Jessi e falou ‘que a gente se reuniu e pensou estrategicamente pra todo mundo votar em você e salvar a Laís”, pontuou Natália

Continua após a publicidade

Jessilane rebateu, “Todo mundo não, quatro pessoas. (…) o Vyni não vota em mim, a Laís não vota em mim”, afirmou. A designer de unhas discordou. “Seis. Ontem ele votou, teve que ser concordância”. A professora de Biologia se mostrou resistente ao pensamento de Natália sobre se alinhar ao grupo dos meninos.

“E o DG que gosta tanto da gente, por que não foi ficar com a gente?”, comentou Natália. Jessilane ponderou, “Por isso que eu falo, não é pra nos proteger… é pra proteger eles”, disse. Natália mais uma vez discordou. “Mas amiga, a gente tem que ser racional. Pelo quesito de que o quarto (lollipop) vota na gente”, pontuou. A professora disse não se sentir segura. “Eu entendo isso, mas não vou me articular com pessoas que eu não me sinto confiante”, comentou.

Natália explicou que não era a situação. “Não é questão de articular, é questão de ser inteligente… você não precisa ser melhores amigas”, disse. Jessilane se mostrou resistente ao jogo mais uma vez e afirmou, “Então eu vou ser burra”. Natália lembrou de Felipe Prior, ex-participante da vigésima segunda edição do programa.

 “Às vezes a gente fica assim ‘não quero ser desleal’, um exemplo, por mais que o Prior era amado pelo jeito dele e tal que muita gente gostava, eu não sei dizer, ele movimentava o jogo e fazia muita coisa mas era pesado o preço dele. Muito pesado”, comentou.