Fechar
DR

BBB22: Lina alfineta e diz que Eliezer fica ‘dependente’ de brothers

Os dois falaram a respeito de suas relações dentro do jogo

Fábio SaraivaRepórter do EM OFF

Durante a tarde desta segunda-feira (21), Eliezer pediu para conversar com Lina. No lounge da casa, o design explicou o motivo de estar chateado. Para ele, a votação do último paredão no domingo (20), foi a primeira vez que os participantes do quarto lollipop se organizaram em relação aos votos. O grupo é composto por Eli, Vyni, Laís, Larissa, Eslovênia, Jade e Brunna. Eles votaram em consenso em Jessilane, que se salvou junto com o volta-redondense. 

“No sábado antes da festa eu fiquei muito chateado de não fazer e nunca ter feito parte da sua lista de prioridades. Não é errado ou certo, também nunca externei que você não estava na minha lista, mas escutar foi muito ruim”, lembrou o rapaz. Lina costuma pedir para que os outros participantes façam um Top 10 de prioridades no jogo. Eliezer abriu seu coração sobre como a cantora o vê dentro do reality.

“Eu não acho que você me vê como uma pessoa, um indivíduo, acho que você sempre me olha em relação a alguém. Você me olha com o Vyni, com a Natália, com a Maria, mas acho que todas as vezes que você me olhou, não me viu. Acho que sempre que tivemos trocas, foi eu que fui atrás da troca, nunca tive ao contrário”, desabafou Eliezer. Sobre Lina, ele disse: “Acho que você nunca quis saber sobre mim, eu que fiquei querendo saber de você, da sua carreira, dos seus shows”.

Eliezer foi cobrar prioridade

Ainda falando sobre prioridades dentro do reality, Eliezer disse a Lina, que sempre manteve a cantora como uma pessoa próxima em seu Top 10. “Só to falando de uma expectativa que não foi alcançada. Mas volto a dizer, não fiquei puto ou chateado com você. Primeiro que você não sabia e segundo, que você não tem culpa de uma expectativa que eu coloquei em você. Eu só trouxe pra externar isso pra te mostrar a visão de como eu me sinto em relação a um fato”, expressou Eli.

Continua após a publicidade

O monólogo do brother parou, quando a cantora pontuou situações de convívio entre eles. “Eu fico feliz de você trazer, eu sinto que a gente teve trocas sinceras, quando eu me encontro com você”, iniciou Lina. Ela explicou a Eliezer que a percepção dele sobre essa distância não é real. “Na conversa da piscina, quando pergunto sobre seus desejos e eu pergunto muito sobre você ou até determinado momento eu perguntei”, se defendeu.

“A gente trocou sobre branding, sobre marca, sobre não sei o quê, seu trabalho, desejos. Depois, sobre as viagens que você já fez, suas tatuagens, as coisas que você fez pelo mundo e ainda quer fazer, as coisas que você mais gosta. E acho que sim, a gente teve momentos de trocas muito profundas que eu vi você sim, Eliezer, acho que nunca foi de uma parte ou de outra”, pontuou Lina.

Lina mostrou a realidade dos fatos

A cantora disse que  pode ser uma impressão dela em relação aos dois. Linn afirmou que sempre teve interesse em Eliezer. E que o brother faz parte das pessoas que ela gosta. Lina disse que começou a repensar no relacionamento entre eles, quando percebeu que só o via em relações com outros participantes.”Eu começo a ver você sempre conectado a uma outra relação. Eu deixei de ver você como indivíduo, mas comecei a perceber você sempre muito conectado a uma relação”. Eli já beijou Maria e Natália e é muito próximo de Vyni.

“Ou você está com Vyni, ou está com a Maria ou está com a Natália. São poucos os momentos, se eu paro pra pensar, que eu vejo você. Vou dar um exemplo, sem generalizar, como o voto, que é seu momento de colocar seu posicionamento e o que você pensa ou como você está dentro do jogo. Eu não conseguia te ver muito bem dentro daquilo ou em uma repetição ‘ah, não tenho em quem votar e não posso votar na Natália, vou votar na Jessi”, apontou Lina sobre as preferências de voto de Eliezer.

Depois, ela afirmou que as relações com outros brothers, não anulam sua individualidade dentro do jogo. “E eu vejo você mais conectado a suas relações do que dentro das suas relações. Entende o que eu quero dizer?”, perguntou Lina à Eliezer, que concordou. O rapaz se defendeu ao falar que tudo ali é muito intenso. “Ou eu sou zero ou sou cem, não consigo ser cinquenta. Isso é muito bom ou muito ruim, dois extremos”, se explicou.

Eli é emocionalmente dependente

Lina apontou uma fraqueza na estratégia de Eli. “Você mesmo falou, se você dá cem em uma relação, não sobre pra dar para as outras”, falou a cantora. Eliezer disse que se doa totalmente para Vyni, pois sente o mesmo do amigo. Sem chocar ninguém, Linn falou que quando o designer está com Natália ou Maria, o cearense fica perdido. “Não adianta eu investir energia na nossa relação se por mais que eu invista eu sempre vou estar atrasada”, falou a intérprete de “Necomania”. 

“Quando o Vyni não tá dentro da relação porque você está em uma relação amorosa afetiva, é quase como se ele ficasse ‘E agora, o que eu faço?’ e nesses momentos a gente percebe ele mais amuado, mais quietinho”, disse a cantora. Em certo momento, Jessilane e Lucas chegaram e eles falaram que a conversa era séria. A professora de biologia afirmou que o engenheiro tinha algo importante para contar à Lina. Assustada ela pergunta o que é, e o rapaz faz sua piscadinha. Ela não entende, e ele conta que ela é uma dos convidados ao seu “cinema do líder”. A moça vibrou.

De volta ao jogo, Lina afirmou que seu grupo teve a oportunidade de colocar alguém do quarto lollipop, e não colocou. Enquanto, os amigos de Eliezer votaram novamente na mesma pessoa: Jessilane. Eliezer abriu seu jogo e contou que tem medo de fazer parte da panelinha. “Mas às vezes eu me sinto, como aconteceu comigo e o Arthur, de ser o leva e trás. Eu acho que estar nessa posição de elo é muito perigoso lá pra fora”, disse o design. Foi ele quem aumentou a conversa entre Jessi e Aguiar na academia.