Fechar
ESFRIOU!

BBB22: Lucas ‘encarna’ papel de Jade e vira inimigo de Arthur Aguiar

Na academia do ‘Big Brother Brasil’, Lucas comentou com Gustavo sobre sua amizade com Arthur Aguiar: ‘A gente nem se fala, nem dá bom dia’

Matheus NunesRepórter do EM OFF

A amizade entre Arthur e Lucas está estremecida ao ponto do futuro médico só falar do brother durante o dia. Na noite desta quinta-feira (10), antes da Prova do Líder, o estudante de medicina comentou com Gustavo que, se a dinâmica fosse em dupla, não faria par com o ator porque eles não estão se falando e ainda afirmou que não estão se dando nem ‘bom dia’ no reality show.

Os brothers faziam exercícios na academia do Big Brother Brasil 22. Lucas começou dizendo para Gustavo que o assunto dele é com o Arthur, não com que ele protege: ”Mano, você pode falar se acha que eu fiz alguma coisa errada, mas eu acredito que eu não fiz. Porque não tem como eu proteger… Meu papo é com o Arthur, não é com quem ele protege, sacou? É isso”, argumentou ele. O advogado respondeu: ”Ninguém tem cem por cento de convergência aqui”, completou.

O estudante de medicina explicou que não combinou voto para votar em Tiago Abravanel, antes dele desistir do reality show: ”Eu não fiz nenhuma movimentação para votarem no Tiago. ‘Vem ai, galera, vamo votar no Tiago’. Eu falei: vocês vão votar em quem? Ata. Beleza. Isso. Simplesmente isso que eu fiz”, argumentou o brother. Logo após, o empresário gastronômico perguntou se Lucas faria dupla com Arthur na Prova do Líder desta quinta-feira (10): “E se for dupla, você vai com o Arthur, será?”, questionou ele.


O namorado de Eslovênia no jogo respondeu que não formaria dupla com o ator porque eles não estão se falando nos últimos dias: “Vou não. A gente nem se fala… nem bom dia! Bizarro, né? Quer assim, fica assim”, comentou ele. Supreso, Gustavo argumentou que é por isso que Arthur está mais próximo de outros participantes: ”Eita! Aí ele está bem mais colado com os moleques”, falou o advogado.

Continua após a publicidade

Lucas seguiu falando da situação estremecida com Arthur Aguiar: ”Até no dia em que ele falou de aliança, que não tinha aliança…A gente já estava há duas, três semanas conversando desde que eu fui líder e coloquei ele”, explicou ele. Gustavo perguntou o motivo dele voltar nesse assunto: ”Sim, por que agora resgatar esse papo?”, indagou o brother. O estudante respondeu: ”Do Tiago?”, questionou Bissoli. Gustavo afirmou que estava se referindo ao Abrava. Bissoli explicou que Arthur não gostou dele ter ido sondar as meninas: ”Por que eu não contei para ele que eu fui sondar as meninas, que eu fui sondar o outro quarto porque não tinha necessidade, porque a gente já tinha conversado de querer proteger o Tiago”, finalizou ele

Durante a festa do Líder Pedro Scooby, Arthur Aguiar foi tirar satisfação com Lucas porque escutou que o brother ia colocar Tiago Abravanel no Paredão. Por possuírem uma aliança com o estudante, o ator não gostou nada quando soube disso. Na época, Lucas estava tentando arrumar um jeito de não ir para à Berlinda, por isso ele pensou em votar no neto de Silvio Santos. Na conversa, Arthur fez questão de lembrar o combinado da aliança deles.

Arthur argumentou que, da forma que Eliezer falou, parecia que Lucas tinha sugerido a votarem em Tiago: ”O que eu não entendi foi, do jeito que ele [Eliezer] falou parece que você que sugeriu que eles fossem no Tiago porque você queria ir num Paredão com o Tiago. Isso antes da festa”, comentou ele.

O estudante de medicina explicou para o ator dizendo que não sugeriu nada, apenas foi conversar sobre em quem o grupo de Eliezer votaria: ”É, antes da festa eu fui conversar com ele, não sugeri. Eu perguntei ’em quem o seu grupo vai votar?’. Porque entre ir para um Paredão com a Larissa e com o Tiago, o Tiago já foi voto meu e eu já votei nele e ele votou em mim. Então eu teria preferência, tirando a nossa aliança, de ir com o Tiago”, argumentou Lucas.

Arthur comentou que era contra o que eles haviam combinado na aliança do confinamento: ”Não, não. A gente tinha combinado de eu puxar o Tiago ou não. É porque eles não tinham opção. Era só o Tiago que eles iam votar. É mesma coisa tipo no voto individual, eu não ia movimentar o jogo em prol disso”, finalizou Aguiar.