Fechar
Reality Show

BBB22: Paulo André e Eliezer tentam adivinhar ‘dicas’ de Tadeu Schmidt

Os participantes tiraram a manhã desta quarta-feira (2) para refletir sobre o discurso de Tadeu Schmidt

Lucas CardosoRepórter do EM OFF

Na noite desta terça-feira (1), ocorreu o segundo paredão da 22ª edição do Big Brother Brasil. Com Rodrigo, Jessilane e Natália disputando a preferência do público, o gerente comercial acabou levando a pior e foi eliminado com 48,45% dos votos, dando adeus ao prêmio de R$1 milhão e meio. Mas quem chamou a atenção mesmo foi o apresentador do reality show.

O jornalista Tadeu Schmidt, que ultimamente tem recebido diversos elogios por parte do público sobre seus discursos de eliminação, fez com que os participantes ficassem ainda mais atentos ao jogo, principalmente o atleta Paulo André, que comparou o discurso de ontem, feito em partes em libras, com o da semana anterior.

“Confunde a gente né? Semana passada ele deu um discurso, tipo, ‘vai jogar’. Então se tu pega os dois discursos….o da semana passada pra mim, foi tipo assim, vocês não estão na colônia de férias. Movimenta o jogo, vai buscar informação, vai ver o que tá acontecendo dentro do jogo. Aí nessa semana, BOOM!”, disse o atleta.

Paulo ainda se questionou sobre o que o apresentador quis dizer com a frase “dosagem a mais, dosagem a menos”. Eliezer afirmou que foi uma mensagem para o Rodrigo, mas o atleta retalhou: “Não. Mas ele falou dosagem pra mais ou pra menos. Tipo, às vezes ele deu um toque pra alguém que não esteja jogando”.

Continua após a publicidade

A web repercutiu a atitude de Paulo André, que até então, foi o único a refletir a fundo sobre o discurso de Tadeu. “O único enquanto as pessoas acham q ele tá cagando para o jogo ele está 360 no jogo”, comentou um internauta. “Caramba, ele interpretou tudo! O monstro tá acordando!”, comentou outro. “Mano, o P.A é muito inteligente e acima da média! Dos que estão na casa é o único que soube interpretar direitinho o discurso do Tadeu. Espero que mostrem isso nas edições da Globo”, elogiou um telespectador.

Confira o discurso de Tadeu Schmidt

“É muito difícil enxergar as coisas aí dentro, não é? É até covardia comparar… A gente, aqui, tem dezenas de câmeras e vocês só tem os olhos de vocês e alguns espelhos. Mesmo assim, é impressionante como, em alguns aspectos,  vocês enxergam exatamente o contrário do que, de fato, está acontecendo. É impressionante. Talvez, vocês só acreditem quando sair, mas quem sai hoje?

Eis que temos três amigos no paredão: Rodrigo, Natália e Jessi. Três amigos, três Pipocas, três vidas que se conectam. Três histórias sobre vencer na adversidade, só vocês sabem tudo o que passaram. Dificuldades, barreiras, traumas, dores, dúvidas… o mundo inteiro empurrando contra e vocês conseguiram superar. E aí vem o BBB e, de novo, não foi fácil.

Não foi na primeira tentativa para nenhum dos três, mas veio a chance de ouro: R$ 1,5 milhão e a possibilidade de mudar de vida. Mas, duas semanas depois, aí está você a um passo do fim. Não é possível… não tem como não pensar ‘o que eu fiz de errado nessas duas semanas?’, ‘o que eu deixei de fazer?’.

Esse jogo é tão difícil que, além de acertas na escolha de seus atos, tem que acertar precisamente a dose. Se exagerar, as pessoas aqui fora podem não gostar. Se for pouco de mais, as pessoas aqui fora também não gostam. Provavelmente, você só vai entender onde errou quando já estiver aqui fora.

Para todos que ficam, eu adianto uma coisa: existem sinais disponíveis. As pessoas próximas, aí dentro, sem querer, dão sinais. Eu mesmo acabo passando sinais pra vocês… Quem souber captar vai entender tudo o que está acontecendo. Quem sai da casa, hoje, é você que não pegou os sinais. Quem sai é você: Rodrigo.”