Fechar
CONCILIADOR

BBB22: Pedro Scooby se intromete e compra briga de Eliezer

Em conversa com Natália sobre a briga do casal, Pedro Scooby defendeu Eliezer. O designer gráfico está com raiva da Emparedada

Matheus NunesRepórter do EM OFF

Não teve jeito! Na noite desta terça-feira (12), antes da decisão do Paredão, mais uma vez Pedro Scooby teve que se meter na briga entre Natália e Eliezer, que está rolando desde a madrugada após o último Jogo da Discórdia. Em conversa com a emparedada no ‘Big Brother Brasil 22’ (TV Globo), o surfista saiu em defesa do designer gráfico. De acordo com ele, o brother não foi egoísta e tem seus motivos para estar chateado com a sister.

Em conversa com a designer de unhas que enfrenta o Paredão com Gustavo e Paulo André, o surfista apresentou sua visão alegando que o empresário do ramo de Marketing tem razão e seus motivos: “Ele não foi egoísta, porque ele tem motivo pra ficar triste. A briga saiu do foco”, defendeu Scooby.

Em seguida, o esposo da modelo Cíntia Becker explicou como a sister deveria ter falado com o Carioca: ”É o mesmo aqui: se virasse e falasse de passar o dia com a Jessi, que ela ficou chorando, resolve. Se eu errei, me perdoa, mas a briga foi pra outro lugar”, argumentou o borther do meio do surf. Logo após, Deodato explicou que falou da mesma forma que Pedro aconselhou: ”Eu falei isso”, esclareceu ela.

Scooby continuou e lembrou de outras crises do casal: “Assim como a história da festa, vocês discutiram por outra coisa que não tinha a ver com o assunto que tinha começado. Virou uma bola de neve”, declarou ele. A emparedada interrompeu o brother conciliador e debochou: “E tá tudo bem, eu que sou errada”, ironizou ela.

Continua após a publicidade

Jessi entrou na conversa e discordou de Natália: “Não é sobre ser errada, ser o problema… É que mais uma vez…”, tentou argumentar e foi interrompida. Em seguida, a mineira continuou ironizando os dois colegas de confinamento: ”Eu que sou a errada, eu que sou a problemática e está tudo certo”, expressou. O pai dos filhos da atriz Luana Piovani sentou no sofá e argumentou que a participante não compreendeu o que foi dito por eles: ”Não é isso que a gente está falando. ”, negou.

”É como eu falei com o Eli mais cedo.. baixa a guarda, ás vezes você se exalta, se extressa. Não é questão de um ser errado, todo nós somos errados. Todos nós temos defeitos. Por que eu e Jessi conseguimos chegar nesse lugar? A gente se bicava, a gente se estressou um com o outro e a gente entrou em um consenso que os dois tinham que ceder. Não é que ela é errada e que eu sou errado. Os dois são. ”, tentou justificar Scooby, usando a conciliação entre ele e Jessi.

Vale lembrar que Eliezer ficou com raiva de Natália quando o apresentador Tadeu Schmidt anunciou que, durante a dinâmica do Jogo da Discórdia, a sister indicou o designer gráfico para o Castigo do Monstro. Ele não gostou e ficou com muita de sua affair no confinamento. O carioca argumentou que passou o reality inteiro tentando ser Líder e, quando conseguiu, Nat fez isso. Assim que acabou o programa, os dois brigaram e Jessilane tentou intervir pedindo para eles ficarem calmos. Em outro momento, no Quarto Lollipop, Jessi afirmou para Natália que não tinha problema ser castigada no lugar do brother.

A justificativa de Natália para Scooby

Ainda na madrugada desta terça-feira (12) após a primeira parte da discussão, Natália explicou o motivo de ter dado o Castigo do Monstro para Eliezer e o brother pareceu ter compreendido: “Por isso eu escolhi ele. A Jessi ficou chorando o dia inteiro do meu lado, o dia inteiro triste. Vou pegar o treco e dar pra ela sabendo que isso mexe com o psicológico da pessoa?”, esclareceu.

O surfista concordou com a mineira alegando que tinha compreendido o lado dela: “E ainda ia estar sentada aqui com a cabeça de polvo. Ia ser difícil… Pra mim, você não precisa explicar. Eu entendi.”, argumentou. Em seguida, a Emparedada contou para Scooby qual era sua intenção: “Eu não quis ser sacana… Pode entender errado, pode ficar com raiva, só que se não conversar comigo hoje, amanhã não precisa nem chegar perto de mim. Não quero. Em momento nenhum fiz ele de otário”. O ex-namorado de Anitta finalizou dizendo que toda história tem mais de uma versão: “Existem dois lados da moeda… Vai resolver.”, concluiu ele.