Fechar
Difícil convivência

BBB22: “As Comadres” não existem mais. Concordam?

Natália destoa! O quarteto que já foi trio, hoje é dupla

Cíntia LimaColunista do EM OFF

O Big Brother Brasil é perfeito para apelidos e nomes criativos dados aos participantes e grupos formados dentro da casa! Tudo é motivo e a imaginação do público não tem limites. Dos nomes dados nessa edição, “As Comadres”, claramente não existem mais.

No início do jogo, a aproximação de Naiara (já eliminada), Lina, Jessi e Natália formaram o grupo denominado pelo público de “As Comadres”, amigas, falantes e companheiras fecharam um grupo que mesmo entre tapas e beijos, divertia os fãs do programa, gerava entretenimento com conversas profundas, discussões por bobeira, bom humor, mas principalmente união! A base desse apelido tão simpático, claramente faz uma alusão a padrinhos e madrinhas que tem a função de cuidar. “As Comadres” deveriam cuidar umas das outras.

Naiara saiu cedo do jogo, e restou o trio. Sempre juntas e formando uma aliança que poderia ser forte, “As Comadres”, foram se perdendo no jogo, a união que parecia ser o ponto forte das meninas, foi sendo quebrada aos poucos, no entanto de forma constante. Ao invés de cuidarem uma das outras, passaram a expor umas as outras, na contramão do que se deve fazer.
As pequenas atitudes quando se torna frequentes, vão ganhando peso, torna-se um copo d’água que vai enchendo até transbordar.

A relação de Lina, Jessi e Natália é inclusive classificada por muitos, como tóxica!
Natália é o ponto destoante, com personalidade difícil, não sabe ouvir, tem ciúmes e quando bebe nas festas fala mais do que deve, acabou por culminar em uma relação desgastante e sufocante para Jessi e Lina!

Continua após a publicidade

Embora ainda exista uma resistência, talvez até inconsciente de manter a união e a força das três lá dentro. Para o público isso não existe mais. O desgaste é gritante e dá a sensação que lá dentro ou aqui fora, somente Lina e Jessi teriam uma amizade mais leve.

“As Comadres” acabaram por várias motivos, de jogo e extra jogo! A amizade, como qualquer relação tem que ser pautada no respeito e compreensão, claramente os pedidos constantes de desculpa, por parte da Natália, já não são suficientes para uma relação tão frágil.
Os sinais são visíveis e o público já sabe! A individualidade de cada uma é que vai determinar o futuro no jogo!