Fechar
Homenagem

Biografia de Domingos Montagner releva que o ator estava cansado de atuar como “galã”

Biografia do ator relembra trajetória e ressalta seu amor pela família e pela arte

Cíntia LimaColunista do EM OFF

Em entrevista para a jornalista Maria Fortuna (O Globo), a viúva do Ator Domingos Montagner revela detalhes da biografia do artista, reforça a saudade e a linda trajetória do seu companheiro de 17 anos. Em um dos trechos, Luciana Lima destaca que Domingos estava cansado de encarnar galãs na TV.

Em um papo intimista e repleto de boas memórias, Luciana mostra a foto enorme que decora a sala da casa em que o ator que também era teatrólogo, palhaço, produtor teatral e empresário desfrutou do convívio de sua família. Luciana e Domingos tiveram três filhos, Léo, de 18 anos, Antônio, de 15 e Dante, de 11.

Domingos Montagner morreu de forma trágica e inesperada em 2016, quando gravava a novela “Velho Chico”.

Em 15 de setembro de 2016, durante o horário de almoço das gravações da telenovela Velho Chico, Domingos mergulhou no rio São Francisco, na Região de Canindé de São Francisco, em Sergipe, não conseguindo retornar à terra firme, mesmo sabendo nadar. A atriz Camila Pitanga estava nadando com Montagner e o viu desaparecer nas águas, arrastado pela correnteza. O ator ficou desaparecido durante quatro horas, até seu corpo ser encontrado submerso e já sem vida, a dezoito metros de profundidade. Segundo laudos do Instituto Médico Legal (IML) de Sergipe, o resultado da necropsia feita no corpo do ator apontou morte por asfixia mecânica causada por afogamento.
A polícia civil de Sergipe finalizou o inquérito no dia 8 de novembro. Concluiu-se que o ator morreu por afogamento de forma “atípica”, porém acidental.

Montagner tinha 54 anos e já vinha construindo uma linda carreira. Na biografia “Domingos Montagner: O espetáculo não para”, do jornalista Oswaldo Carvalho, é possível relembrar sua infância no bairro do Tatuapé, vários momentos de sua vida. Sua época no circo, no teatro, cinema e TV.

Luciana Lima também reforça que toda essa memória é lembrada de um jeito leve e alegre. Lembrar da tragédia é algo muito forte e chocante. O luto vai e vem e a família reforça diariamente a presença do marido e pai que mesmo viajando a trabalho, sempre esteve presente. Diante da dolorosa ausência, Luciana também conta que se comunica com Domingos, pede ajuda na hora de tomar decisões difíceis e garante que recebe o que precisa.

A biografia foi lançada na primeira semana de maio, reúne mais de 150 fotos e entrevistas com grandes nomes da arte como: Antônio Fagundes, Camila Pitanga, Lilia Cabral, entre outros.

Domingos Montagner entregou-se ao trabalho, soube dividir todo seu amor para a Família e para a arte, sua biografia é uma obra-prima.