Abriu o jogo

Catia Paganote diz que foi ameaçada por Letícia Spiller e declara: “Não sou amiga de nenhuma ex-paquita”

Atriz proibiu a ex-paquita de ser citada em seu livro

Cíntia Lima
Colunista do EM OFF

A eterna paquita Miúxa do programa da Xuxa, Catia Paganote, de 46 anos revelou detalhes e atritos que surgiram após o lançamento de sua biografia “Minha Vida é um Show”, livro lançado no fim de 2019. Só agora, Catia detalha os problemas que teve em revelar os bastidores da vida das paquitas e dos paquitos e conta que a atriz Letícia Spiller a proibiu de citá-la em seu livro, e declara: “Não sou amiga de nenhuma ex-paquita.

Em entrevista podcast Bestcast, Catia abriu o jogo. “Se fôssemos muito amigas, seríamos até hoje, mas nós não somos. Não falo mal de ninguém, mas não sou amiga de nenhuma delas. Não tenho cumplicidade com nenhuma. Nem com a Priscila (Couto) e a Ana Paula (Almeida), que fizeram shows comigo mais recentemente em várias festas sobre os anos 80. A gente sobe no palco e tem uma ligação maravilhosa. Só de se olhar a gente se entende, mas não troca ideia depois dali. A gente não se fala”.

Catia Paganote também conta que saiu dos dois grupos de WhatsApp que reunia as ex-paquitas. “Eu saí dos dois. Grupo é para trocar ideia, aí fica complicado quando começa a mandar outra coisa ou você manda uma mensagem e ninguém responde. Por qual motivo ia ficar no grupo? Não tinha muita interação”.

Catia revela que a relação com as es-paquitas esfriou de vez quando ela decidiu fazer a biografia. “Pedi [permissão] para a Xuxa e para as paquitas, mas todas elas disseram que, se eu colocasse o nome delas, iam me botar na Justiça. Todas elas. O livro é sobre a história da minha vida e só uma parte fala da minha época de paquita. A Letícia Spiller me mandou uma mensagem de WhatsApp dizendo que, se eu colocasse foto ou o nome dela, ela entraria com o melhor advogado para me processar por ter falado dela. Aí, eu te falo: ‘Cadê minhas amigas de trabalho?’. Nem a Priscila (Couto) deixou eu colocar foto com ela ou citá-la. Disse para eu contar minha história, e que a dela ela contaria depois”.

Após essa situação a ex-paquita percebeu que nunca teve amigas ali, e sim, colegas por quem ela tem respeito.

Sobre os romances, Catia contou, “A Letícia Spiller namorou o Claudio Heinrich. Formavam um casal magnífico. A Bianca (Rinaldi) e o Marcelo Faustini foram o que namoraram por mais tempo, acredito que oito anos ou dez anos”. Revelou também que dentro do ônibus, quando as luzes se apagavam, era um troca-troca de lugar”. E também afirmou que nunca ficou com ninguém do grupo porque era muito nova.