Pré-candidato

Devendo pensão, André Gonçalves tenta entrar para política

Ator anunciou pré-candidatura a Deputado Estadual pelo PV e deve mais de R$ 300 mil em pensão alimentícia

Cíntia Lima
Colunista do EM OFF

O ator André Gonçalves, de 46 anos, que já teve prisão domiciliar decretada no ano passado, usou suas redes sociais para anunciar sua pré-candidatura à Deputado Estadual e quer entrar para a política.  

O ator se filiou ao Partido Verde (PV). Na legenda, o ator comunica seus seguidores de sua decisão. “Hoje me torno pré-candidato para deputado estadual no Rio pelo PV. 

André Gonçalves vem enfrentando consequências por dever pensão alimentícia. Segundo O Globo, o ator teria deixado de fazer parte do elenco da série “Impuros”, da plataforma Star+, da Disney, por acreditar que perdeu o papel, em virtude da repercussão do caso de não pagamento de pensão alimentícia das filhas. André teria inclusive confirmado que vai encerrar sua carreira como ator em meio à polêmica. 

Em novembro do ano passado, André Gonçalves teve prisão domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica decretada devido ao não pagamento da pensão de Valentina. Segundo seu advogado Sylvio Guerra, em entrevista para o Uol, o ator está desempregado desde 2016 e, por isso, não tem como pagar o valor, que chegou a R$ 350 mil devido aos juros.

Em contrapartida, a defesa de Cynthia Benini, justificou o decreto de prisão e afirmou que André recebe por obras e possui empresa no ramo de produções artísticas. O escritório de advocacia pontuou ainda que “o desemprego por si só não exime o responsável de pagar pensão aos filhos”.

O artista tentou fazer um empréstimo de R$ 450 mil para pagar as pensões alimentícias que deve às filhas Manuela e Valentina, mas uma dívida na Receita impediu a negociação com o banco.

Vale lembrar que sua esposa a atriz Danielle Winits se ofereceu para pagar a dívida, mas o ator não aceitou. Amigos também tentaram organizar uma “vaquinha”, mas André também recusou.

Ainda segundo seu advogado informou, eles estão aguardando uma notificação da Justiça e a chegada da tornozeleira eletrônica para que André permaneça em prisão domiciliar. Ele antecipou que o ator tentará um acordo, mas que ainda não pode revelar qual, por se tratar de um processo em segredo de Justiça.

André ao lado de Roberto Rocco e José Augusto Venda, membro da Executiva Nacional do partido