Fechar
Vaidade

Ex-Paquito admite que disputava holofotes com Xuxa: “Eu era melhor que ela”

Hoje o ex-paquito é missionário e admite que tinha o ego inflado

Cíntia LimaColunista do EM OFF

Sucesso absoluto nos anos 80 e 90 o “Xou da Xuxa” marcou uma geração inteira. A Rainha dos baixinhos reinou absoluta e muitos jovens sonhavam em ser “Paquito” ou “Paquita”. Em entrevista Xand Canhoni, ex-paquito admite que disputava os holofotes com a apresentadora e que era melhor que Xuxa. 

Em entrevista à “Quem”, Xand que atualmente é missionário, admite que naquela época, tinha o ego inflado e queria chamar mais atenção que a apresentadora. Hoje é evangélico e consegue enxergar isso como um erro, que causou muitas frustrações. “Eu queria aparecer mais que a Xuxa. Eu achava que a Marlene Mattos devia investir mais tempo em mim, porque eu dançava e cantava mais do que ela (Xuxa). Eu cantava ao vivo, porque ela não cantava nada. Aí, me faziam usar playback no palco e isso para quem é músico é o fim. O Michael Sullivan queria me transformar no maior showman do país e eu segui carreira solo”. 

O ex-paquito integrou o Xou da Xuxa de 1982 até 1992 e saiu para tentar carreira solo. Antes de fazer parte da equipe do programa, Xand já atuava no meio artístico. Ainda criança, fazia publicidade, fez parte de uma banda e foi emancipado aos 16 anos. 

Entrou no elenco de Xuxa aos 17 anos e era o programa infantil de maior audiência na época. “Tinha 17 anos e pintou o convite para trabalhar com a Xuxa. Falei: ‘trabalhar com criança?’. Mas falaram que era para cantar e eu pensei na minha carreira solo. Fui escolhido por Michael Sullivan e Paulo Massadas. Fiz dois filmes: Lua de Cristal Sonho de Verão. Em 1992, sai para carreira solo e, em 1994, já estava fazendo uma temporada de shows fora do país”. 

Continua após a publicidade

Hoje, Xand está tranquilo, realizado e consegue olhar para trás e fazer a leitura de tudo que viveu e afirma ter se libertado das frustrações.