Fechar

EXCLUSIVO Prestes a ser pai e muito feliz, Rafael Cortez declara: “Nunca me deslumbrei com o sucesso”

Pronto para ser Pai, realizado profissionalmente e consciente que a vida é feita de ciclos

Cíntia LimaColunista do EM OFF

Querido, talentoso e realizado! Rafael Cortez está vivendo um dos momentos mais sublimes e únicos na vida de um homem, prestes a se tornar papai de primeira viagem, o jornalista abre o coração, fala dessa experiência, dos trabalhos na TV, do incrível sucesso do extinto “CQC”, da realização de apresentar o “Matéria Prima” na TV Cultura e declara em alto e bom som, “Nunca me deslumbrei com o sucesso”.

Jornalista, apresentador, humorista, cantor e YouTuber, Rafael Cortez tem 45 anos e uma carreira que o orgulha muito. Ao lado de Marcela, confeiteira de mão cheia, Rafael está prestes a se tornar papai. A bebê que está sendo aguardada com muito amor é Nara, em homenagem a grande cantora Nara Leão ( uma das maiores artistas da música popular Brasileira que faleceu em 1989, vítima de um tumor no cérebro). Homenageá-la é a realização de um sonho antigo. Rafael sempre soube que seria pai de uma menina e o nome Nara já era uma decisão. Ao lado de Marcela com quem já está junto há quase 3 anos e também é mãe de Pedro, o jornalista encontrou a paz e tranquilidade. Feliz em todos os sentidos, Rafael declara: “Já vivi muita coisa na vida, estou pronto para tudo isso. Não sinto falta das baladas ou lugares com música alta. Recuso vários convites, porque estou onde quero estar. Vivo cada momento com alegria, inclusive quando no meio da noite e quase vestidos de pijama fomos a um boteco e devoramos uma porção de pastel, pois era o desejo de grávida da Marcela”.

Nara, está perfeita, com saúde e ao nascer fará parte de uma família prontinha para recebê-la e cobri-la de muito amor, Marcela está no sexto mês de gestação.

Na vida profissional, Rafael está à frente do programa “Matéria Prima” na TV Cultura. Sonho antigo que vem desde 2012 e que começou a ser realizado no final de 2021. “Matéria Prima” fez muito sucesso nos anos 90, sob o comando de Serginho Groisman, mas engana-se quem pensa que o programa é o mesmo, pois não é. Somente o nome foi mantido, por ser de propriedade da emissora, porém o conteúdo é resultado de todas as ideias, criações e formatos já utilizados pelo próprio Rafael em outros projetos. O programa está em ótimas e merecidas mãos e tem a sua identidade muito clara no ar. “Sinto-me muito feliz e realizado, poderia ficar anos fazendo este programa, minha carreira é longa e minhas decisões sempre foram condizentes com meus momentos na TV”.

Continua após a publicidade

Sobre o “CQC” Rafael é enfático; “Fiz parte de um dos programas mais revolucionários da TV, mas nunca me deslumbrei com o sucesso”. Entre 2008 e 2013 Rafael viveu o auge do sucesso, devido a gigantesca visibilidade do programa e sua versatilidade como profissional caiu como uma luva. Matérias com políticos, eventos de cinema, arte, música e esportes. Raciocínio rápido e muita informação, o “CQC” conquistou milhões de telespectadores que até hoje sentem-se órfãos após o fim do programa.

Sua carreira inclui o “Vídeo Show”, na Rede Globo, em 2017 fez no Big Brother Brasil o que Dani Calabresa e Paulo Vieira fazem hoje, apresentou Realities na Record TV e lá no começo da carreira em TV foi assistente de palco do “Guerra é Guerra” na TV Gazeta e como ator trabalhou com o grande diretor e novelista Luiz Fernando Carvalho e é justamente por também amar a arte de atuar que Rafael declara: “Se eu puder falar sobre um sonho que ainda não realizei, seria justamente fazer uma novela, esse sonho ainda quero realizar.

Paralelo a tudo isso, Rafael Cortez tem uma grande paixão pela música, fã incondicional da Música Popular Brasileira sempre que pode dedica seu tempo as suas composições e inúmeros trabalhos voltados a grandes obras literárias brasileiras. Já lançou álbum independente, livro e rodou o mundo com seus espetáculos.

Rafael Cortez é um forte exemplo de homem bem sucedido e realizado na vida pessoal e profissional. O segredo? Bem, talvez esteja em muitas das canções de sua “musa” Nara Leão, que passeou pela Bossa Nova de forma inesquecível, sentiu a “good vibe”de “Além do Horizonte” composição de Erasmo Carlos, mostrou coragem ao interpretar “Opinião” um protesto em tempos difíceis e a linda essência de “Com açúcar, com Afeto”, canção escrita por Chico Buarque por encomenda de Nara Leão. Segundo ele, a cantora queria uma música que falasse dessas ternuras de mulher.

Prestes a ter sua própria “Nara”, Rafael Cortez sabe muito bem o que quer e o que ainda tem a oferecer. O céu é o limite para quem tem alma de artista.