Fechar
OPINIÃO

Perseguição ou verdade sem filtro?! A crise de identidade de Luísa Mell

Luísa Mell disse que “doou” R$ 200 mil à família de Bruna, que ficou em estado vegetativo após acidente, mas valor foi inferior

Erlan BastosColunista do EM OFF

Geralmente não uso esse espaço na minha coluna para emitir opiniões próprias, foco mais em notícias, em informação. Acho que o público espera isso deste jornalista. Porém, resolvi abrir essa exceção por conta da repercussão do “Caso Luísa Mell”. Afinal, a cuidadora de animais é um “peixe grande”, poderosa e muito influente. Então, vale muito a pena fazer algumas ressalvas de insinuações feitas pela ativista. Sim, insinuações porque ela não tem coragem de afirmar, afinal, são mentiras.

Em maio deste ano, eu divulguei que o então marido de Luísa Mell, senhor Gilberto, havia saído para jantar com ninguém mais ninguém menos que Najlia Trindade, aquela do caso Neymar, lembra? Essa nota exclusiva foi um dos principais motivos para o fim do casamento do empresário com a ativista. Essa nota por si só faz Gilberto me odiar de corpo e alma. 

Depois que publiquei isso, Gilberto chegou a me ligar e fez a seguinte pergunta. “Foi a Luísa que mandou você divulgar isso?”. Na mesma hora, desliguei na cara dele. Agora, trago a história muito triste da menina Bruna. Ela vive em estado vegetativo desde os 17 anos após ser vítima de um acidente provocado por Luísa Mell. A família de Bruna faz campanha nas redes sociais para comprar fraldas. Para “se defender”, Luísa Mell insinua que (eu) estou a serviço do seu ex-marido, Gilberto, com quem ela trava uma batalha judicial após o fim da relação.

Ou seja, um acha que trabalho para Luísa Mell, outro acha que trabalho para Gilberto. Mas, adivinhem só, sei que muita gente não está acostumada, mas a premissa do jornalismo é ser imparcial, é não ter “lados”. Sempre fiz cobertura de grandes casos exclusivos, como o Caso Gugu, quando revelei o contrato que Gugu assinou com Rose Mirian para ter os filhos por inseminação; o Caso Felipe Prior, quando toda imprensa massacrava o ex-BBB baseado em relatos falsos de duas meninas, mostramos documentos que provavam a contradição das “vítimas”; o Caso PC Siqueira, quando divulguei um áudio no qual ele dizia que achava que era pedófilo. E como esquecer o dia em que divulguei a planilha de financiamento de IGs de fofoca, que recebiam para atacar artistas. Fora as “fofocas” do dia a dia.

Continua após a publicidade

Não abriria mão de tudo que construí até aqui pra receber dinheiro de artista. Artista odeia jornalista, artista quer ver jornalista queimar vivo, porque quem faz jornalismo de verdade, não se vende, não tem lado. Mas tenho que revelar um segredo meu. Eu tenho lado sim: o seu que está lendo. Estou do lado de quem quer ver a verdade nua e crua, a verdade doa em quem doer, a verdade sem qualquer tipo de manipulação. Esse é meu “único lado”. Peço que você leitor, preste atenção em como a “grande imprensa” nunca divulga nada “negativo” sobre determinados artistas. 

Luísa Mell disse nos stories sobre o caso Bruna que “doou” R$ 200 mil para a família. Doação é quando a gente faz algo de bom grado. Luísa deixou uma jovem de 17 anos em estado vegetativo e diz que R$ 200 mil foi uma doação…Como se fosse uma ação de caridade. Luísa sequer consegue pronunciar o nome da vítima e sempre puxa o problema pra si. “Vocês não tem ideia de como foi doloroso pra mim“, disse.

E como foi doloroso para Bruna? Como é doloroso pra família ver a Bruna em estado vegetativo todos os dias há 13 anos? Vamos fazer uma conta rápida, Luísa não deu R$ 200 mil pra família da Bruna, pagou R$ 125 mil para que o processo fosse extinto e parte desse valor a família ainda teve que dar aos advogados que cuidavam do caso. Mas vamos fingir que a família de fato ganhou R$ 125 mil. Agora, vamos dividir esse valor por mês durante esses 13 anos. Vai dar pouco mais de R$ 800,00 por mês. Bruna usa fralda especial, se alimenta por uma sonda, tudo que envolve ela é bem mais caro.

Luísa mentiu ao dizer que “não passou um ano sem ajudar a família”. A família está há 10 anos sem nenhum contato com a ativista, até porque se Luísa Mell de fato ajudasse a família, eles não estariam fazendo campanha nas redes sociais para comprar fraldas. No grande resumo da ópera, Luísa Mell está preocupada com a própria imagem e não demonstra nenhuma empatia pela vítima. Ela se coloca em um filme de faroeste, no qual é a “mocinha” fugindo do vilão.

Luísa se mostra tão amável e doce falando de animais, dando entrevistas na TV, mas trata uma vida que ela destruiu com desprezo. Luísa, nesse momento, passa pela maior crise de identidade desde que virou pessoa pública. Afinal, a maioria massiva do público não consegue entender o porquê uma pessoa que prega nas redes sociais o bem, ações de caridade e com voz angelical, consegue dormir sabendo que deixou uma jovem de 17 anos em estado vegetativo e que R$ 125 mil foram “o suficiente” para resolver esse dano. Não, Luísa, você não está sendo perseguida. Você está sendo colocada no mundo sem filtro, fora da sua bolha. Se a verdade te choca, ai, não é comigo.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff

Tags Relacionadas: