Fechar
Reviravolta

Vídeo mostra que apresentador da Record TV não agrediu mulher

Imagens do sistema de monitoramento mostram que jornalista não agrediu ex-esposa

Erlan BastosColunista do EM OFF

Na última segunda-feira (07), o apresentador Daniel Santos, que comandava o Balanço Geral no Paraná, foi retirado do ar minutos após a RIC TV, afiliada da Record TV em Curitiba, ser informada que o jornalista havia sido denunciado por agressão por uma ex-mulher. No entanto, nesta sexta-feira (10), o caso teve uma reviravolta após imagens de câmeras de segurança virem à tona.

De acordo com o portal Plantão 190, que teve acesso as gravações de câmeras localizadas dentro e fora do apartamento do apresentador, o apresentador da Record TV não agrediu a mulher. O vídeo mostra a suposta vítima, que não teve seu nome divulgado, chegando ao local para buscar alguns pertences. Ela e o jornalista conversam. Ao tentar uma aproximação, ele se afasta. A mulher deixa o apartamento logo em seguida.

Ainda de acordo com o portal Plantão 190, além das imagens de monitoramento mostrarem que a suposta agressão não ocorreu, um vizinho também deu um depoimento à polícia alegando a inocência do jornalista. Nas imagens divulgadas pelo site, é possível ver que Daniel evita qualquer tipo de aproximação ou de contato com a ex-mulher enquanto ela está no apartamento.

Já as imagens das escadarias do edifício mostram um Daniel buscando distância da mulher, enquanto tenta levá-la para fora do prédio. Um carro aguardava do lado de fora para levar a suposta vítima para casa. No depoimento dado à polícia, o vizinho de Daniel disse que não ouviu nenhum tipo de discussão.

Continua após a publicidade

Daniel Santos e a suposta vítima mantinham um relacionamento desde 2018, de acordo com o advogado Ricardo Baldan, que defende a mulher. Ainda segundo ele, a suposta agressão teria ocorrido no último sábado (05), quando ela se dirigiu ao apartamento do jornalista para pegar alguns objetos pessoais. O caso foi registrado na Delegacia da Mulher da capital do Paraná.

Ao receber a informação da suposta agressão, a RIC TV resolveu tirar o contratado do comando do Balanço Geral Curitiba. Em nota, a emissora afiliada da Record TV afirmou que decidiu pelo afastamento assim que tomou conhecimento “de uma denúncia feita contra ele na Delegacia da Mulher” e que o comando da emissora irá “contribuir com o esclarecimento dos fatos”. Na nota, o veículo de comunicação disse ainda ser contrário a qualquer tipo de agressão, “em especial contra a mulher”.

Ygor Nasser Salmen, advogado do jornalista, disse que ele é vítima de uma armação. “Em toda a dinâmica, a todo o momento devidamente gravado, registrado e documentado, não se observa Daniel Santos agredindo a suposta vítima, pelo contrário. Ele tenta apenas fazer com que ela deixe seu apartamento e siga seu rumo“, disse.

Daniel Santos é vítima de uma vingança, de uma armação. Se existe uma vítima em todo esse contexto, é Daniel Santos que foi exposto, rotulado, massacrado sem a menor análise de prova. Um massacre baseado apenas em um depoimento sem provas“, ressaltou o advogado.

Segundo a RIC TV, Daniel Santos não é o titular da atração. A versão curitibana do Balanço Geral tem como âncora principal Jasson Goulart, que entrou em férias justamente na segunda-feira (07). Com o apresentador retirado do ar de forma repentina, coube a Guilherme Rivaroli o desafio de comandar a edição. Nader Khalil foi escalado para cobrir o Balanço Geral até o retorno de Goulart. (Colaborou Danilo Reenlsober)