Fechar

EXCLUSIVO A corrida das famosas para comprar posto em escolas de samba do Rio e São Paulo

Influenciadoras e subcelebridades estão em busca de conseguir uma vaga nos desfiles de abril

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Abril está logo ali e os tradicionais desfiles das escolas de samba do Rio de Janeiro e de São Paulo também. Nos bastidores do Carnaval 2022, há uma verdadeira corrida contra o tempo de algumas influenciadoras digitais e subcelebridades da mídia para orçar e comprar um posto nas principais agremiações que cruzam a Avenida.

Não é segredo para ninguém que muitas escolas acabam vendendo cargos de musas, passistas e até de rainhas da bateria para arrecadar fundos, que posteriormente são convertidos em compras de materiais ou até mesmo ajudam com as despesas das agremiações.

E buscando brilhar na principal festa do Carnaval 2022, na Marquês de Sapucaí ou no Anhembi, muitas famosas estão atrás de pagar para conseguir desfilar. Entretanto, a maioria delas, desavisada, se assustou com os valores cobrados.

Quem chegou achando que iria desembolsar R$ 10 mil ou valores bem próximos disso se surpreendeu com a média de preços. Para o posto de musa, por exemplo, os valores podem variar de R$ 15 mil a R$ 45 mil, dependendo da escola.

Continua após a publicidade

Já para o posto de rainha de bateria é preciso desembolsar o valor de uma casa. Para atravessar a Avenida à frente dos ritmistas o valor pode chegar a R$ 400 mil. Para madrinha da bateria, a quantia cai para cerca de R$ 100 mil.

Diante da crise financeira nas escolas de samba, causada pela pandemia de Covid-19, quando você, caro leitor, observar uma subcelebridade atravessando a Avenida em carro alegórico, ou até mesmo no chão, pode ter certeza que a chance de ela ter desembolsado uma grana alta para estar ali é grande.