Fechar
'ama de leite'

Adriane Galisteu tem fala racista, é detonada e se desculpa

‘Me perdoem pela minha ignorância’, disse a apresentadora

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Um comentário de Adriane Galisteu em uma publicação da atriz Nanda Costa sobre os desafios da maternidade vem dando o que falar. A apresentadora de ‘A Fazenda’ foi deixar sua opinião sobre o tema e acabou tendo uma fala considerada extremamente racista e que remete aos tempos sombrios da escravidão no Brasil.

“Amamentação. Eu fui toda animada e feliz, quando me dei conta, tinha ama de leite em casa me ajudando a lidar. Não foi fácil não”, escreveu ela, que teve seu comentário muito criticado por vários internautas, por conta do termo ‘ama de leite’.

Muitos seguidores alertaram Galisteu sobre o termo ser considerado racista por remeter à escravidão, pois refere-se às escravas que alimentavam os bebês mulheres brancas.

Nesta segunda-feira (28), Adriane Galisteu usou as redes sociais para se desculpar por sua fala. “A quem eu magoei, me perdoem pela minha ignorância. E aproveitar para dizer que não adianta vestir um terno que não cabe em mim. Se tem um terno que não cabe em mim é o da racista e preconceituosa. Essa não sou eu e esse terno eu não visto de jeito nenhum”, disse a apresentadora da Record.

Continua após a publicidade