após cirurgia

Anitta já tem data e hora para ter alta. Saiba detalhes

Cantora segue internada em São Paulo, após procedimento para tratar endometriose

Fábia Oliveira
Colunista do EM OFF

Anitta já tem uma previsão de alta. A expectativa é que a cantora seja liberada pela equipe médica do Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, nesta segunda -feira (25), por volta das 12h. Ela está internada na unidade desde o último dia 18, por conta da cirurgia para tratar a endometriose. O procedimento foi realizado na última quarta-feira (20).

Segundo informações do jornal O Globo, a recuperação da Poderosa ainda deverá ser um pouco longa, já que sua rotina normal só poderá ser retomada no final de agosto. Ainda de acordo com a publicação, a recomendação médica que a Anitta apenas realize pequenas caminhadas e cuide da alimentação, que será extremamente saudável, rica em nutrientes e vitaminas.

Inicialmente a alta hospitalar da cantora estava prevista para este sábado (23). Embora estivesse com um quadro clínico dentro do esperado, os médicos acharam por bem deixá-la em observação por mais alguns dias, por garantia.

Neste domingo (24), Anitta voltou a desabafar nas redes sociais sobre as dificuldades enfrentadas em seu pós-operatório. “Que recuperação maldita, viu. Dói, senhor. Quem aqui já fez essa cirurgia pelo amor de Deus?”, comentou a cantora no Twitter.

O procedimento ao qual Anitta foi submetida foi uma laparoscopia, o mais utilizado no tratamento contra a endometriose. A cirurgia é minimamente invasiva e durou cerca de quatro horas. Neste tipo de procedimento são feitos pequenos buraquinhos no abdômen para inserir instrumentos que permitem retirar ou queimar o tecido endometrial que se encontra danificando.

Recentemente, a Poderosa também desabafou sobre seu pós-operatório que, segundo ela, tem sido bem sofrido. “Sei que vocês estão esperando eu aparecer, mas tá difícil, viu. Esse pós é insuportável. Correu tudo certo na cirurgia, agora é passar por essa fase extremamente ruim”, comentou a funkeira.

A endometriose é uma modificação no funcionamento normal do organismo em que as células do tecido que reveste o útero (endométrio), em vez de serem expulsas durante a menstruação, se movimentam no sentido oposto e caem nos ovários ou na cavidade abdominal, onde voltam a multiplicar-se e a sangrar.