Fechar
Virou estátua!

Anitta revela não aceitar homenagens após sua morte: ‘esse biscoito está desautorizado’

A cantora virou uma estátua no famoso museu de cera Madame Tussauds, em Nova York

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Anitta virou uma estátua no famoso museu de cera Madame Tussauds, em Nova York, nos Estados Unidos. A cantora inaugurou oficialmente a obra nesta quinta-feira (2) e foi foco de muitos ataques nas redes sociais. Porém, a poderosa mandou um recado no Twitter para aqueles que pensam em querer homenageá-la apenas após a sua morte.

Um seguidor da cantora escreveu que ela deveria ter uma estátua na Avenida Paulista, em São Paulo, e outra no calçadão de Ipanema, no Rio de Janeiro. Anitta, então, respondeu o internauta: “É como eu disse… Que a homenagem venha enquanto eu estiver viva, porque se esperar eu morrer pra fazer as graças, eu volto como alma penada pra assombrar geral“, brincou.

Em seguida, uma outro fã entrou no papo e deu sua opinião sincera sobre a situação. “E tem que fazer viva mesmo. Querem te atacar agora, mas quando não tiver mais viva, vão fazer estátua e várias outras coisas que poderiam ser feitas enquanto você estava viva”, alfinetou ele.

Anitta respondeu o seguidor e resolveu deixar um recado para todos: ela não autoriza qualquer homenagem póstuma. “Pois você acha que eu já não disse pra minha família que é pra barrar tudo? Quer colocar meu nome numa escola? Numa rua? Quer fazer um enredo de escola de samba? Homenagem em prêmio? Pois que faça com eu vivinha. Porque esse biscoito está desautorizado se for esperar pra quando eu morrer”, revelou.

Continua após a publicidade

Após a resposta de Anitta, alguns internautas debocharam da situação, já que para ser nome de rua, é preciso que a pessoa já tenha falecido. “Ei, mulher… Nome de rua, viaduto ou de escola pública só pode pra gente que já morreu kkk, mas o resto é isso mesmo: façam enquanto tá viva”, disse um rapaz. “A Lei assegura esse tipo de homenagem apenas para aqueles que já se foram. Pois uma pessoa viva pode e, com certeza, irá tirar proveito de uma homenagem dessas, seja no meio social ou político. Imagina o candidato dizendo que tem uma escola com seu nome porque ele é f*da…”, escreveu outro.

Já outros seguidores, apoiaram a decisão de Anitta. “Está certíssima. Tem que fazer enquanto estiver viva! Bem que a Prefeitura do Rio poderia colocar o nome do hospital em que você nasceu de ‘Larissa de Macedo Machado’. Você viva, claro. Isso sim seria uma bela homenagem”, opinou uma moça. “É isso mesmo, Anitta, atacam agora pra te amarem depois”, avaliou outra.

Anitta fica cara a cara com sua estátua de cera

O perfil @madametussaudseua divulgou o encontro da estrela do pop com a estátua, que aconteceu nesta quinta-feira (2), e não foi aberto ao público. Na cerimônia de inauguração, Anitta observou cada detalhe da estátua em sua homenagem.

O figurino da obra, que é o look que ela usou na música ‘Girl From Rio’, single lançado em abril de 2021, foi doado pela artista. “Doei meu figurino de Girl From Rio para vestir a estátua, porque queria que ela representasse o lugar de onde vim”, disse a cantora em entrevista durante o evento.

Anitta ainda falou sobre o processo de criação da estátua. Ela contou que teve que ficar parada sem se mexer para que o molde fosse feito. “Durante o processo, você pensa em desistir umas 20 vezes, porque você fica umas 12 horas parada na mesma posição, e com a mesma expressão”, brincou a cantora, que chegou a borrifar perfume na obra: “Todo lugar que eu vou as pessoas falam que eu sou cheirosa, então trouxe meu perfume”.