ExclusivoAplicativo divulgado por influenciadores é acusado de golpe por usuários

O 'Play Premiado' promete uma renda extra para quem assiste vídeos sem pular anúncios

Fábia Oliveira
Colunista do EM OFF

O aplicativo ‘Play Premiado’ está dando o que falar entre os usuários. Isso porque a plataforma, que é indicada por diversos influenciadores, promete uma renda extra para quem assistir vídeos e cumprir outras missões diárias, mas não é bem o que vem acontecendo. A coluna conversou com algumas pessoas que estão se sentindo lesadas após adquirirem o app, já que não receberam os valores prometidos.

Dentre os influenciadores que já divulgaram o aplicativo estão: Deolane Bezerra, Dayane Bezerra, Lucas Guimarães, Sthefane Matos, Emily Garcia, entre outros. Muitas pessoas, inclusive, alegam ter comprado a plataforma após verem as propagandas nas redes sociais dos famosos. É o que aconteceu com uma moça da Paraíba, que não quer ser identificada.

“Eu adquiri o app em maio, soube da existência por meio de uma influencer bem famosa aqui do nordeste, e como já acompanho a um bom tempo, dei total credibilidade ao app por justamente ser uma indicação dela. Realizei a compra por um link que ela deixou nos stories”, contou.

A moça explicou ainda que, ao adquirir a plataforma, era prometido um dinheiro extra pago para quem assistisse vídeos no YouTube sem pular os anúncios. “Eles diziam que era super comum nos Estados Unidos grandes empresas pagarem pessoas para assistir vídeos no YouTube. Assim que comprei, tive acesso as vídeos que dava todas as coordenadas sobre o seu uso. No vídeo aparece o Léo, suposto dono do app, que disse que atingindo a meta de 3 mil reais o depósito seria realizado via pix. Então, começou minha rotina diária, sempre assistindo vídeos para atingir as metas diárias de ganhos, para que no final conseguisse o saque de 3 mil”, falou.

Ela também revelou que usou um recurso para acelerar os resultados, oferecido pelo próprio aplicativo. Mas, não foi bem isso que aconteceu. Além disso, ao, enfim, atingir a meta de 3 mil reais, ela descobriu que o valor necessário do saque havia sido duplicado. “Eles ofereceram um acelerador de resultados que prometia multiplicar seus ganhos, ou seja, se um dia eu fizesse 20 reais, com o acelerador pularia para 40. Só que assim que adquiri, meus ganhos diminuíram. Antes, eu fazia 100 reais e com o acelerador só chegava a 40 reais. No final de julho consegui bater a meta de 3 mil reais porém, para minha surpresa, ao abrir o app, eu só tinha acesso a concorrer em sorteios de prêmios, e a um baú misterioso, que eu não sabia o que se tratava. A meta de saque via pix tinha duplicado, agora era de 6 mil reais”, contou.

O relato de outras pessoas que também adquiriram o aplicativo é bem parecido. Algumas até chegaram a afirmar que o nome do dono do aplicativo não seria Léo e, sim, Gustavo. “Não obtive nenhum retorno financeiro. No desespero, querendo uma renda extra, acabamos nos iludindo achando que esses influencers passam algo que daria certo e no fim não deu. Quando vamos atrás de ajuda, nenhum deles respondem, nem o próprio dono do app que tem o nome falso de Léo, mas se chama Gustavo”, falou uma outra usuária da plataforma.

Um outro rapaz, de Goiânia, afirmou ter adquirido o aplicativo após ver o influenciador Lucas Guimarães divulgando. “Acreditei nele, pois pensei que ele não iria divulgar algo que é golpe para os seguidores. Me enganei. Lembro que na parte da noite ele ainda reforçou o stories, falando que esse app era sério e quem comprasse pelo link dele poderia ficar tranquilo. A gente paga pelo app, assim que atinge a meta, eles não pagam e aumentam a meta para seis mil”, relatou.

Uma quarta pessoa ainda se disse decepcionada com os influenciadores que divulgam a plataforma e não dão uma satisfação para os seguidores que cobram explicação. “Muitos compraram acreditando neles e eles nem dão uma explicação para os seguidores. Faz mais de dois mês que assisto [os vídeos] e não recebi [dinheiro]. Eu sei que eles são rico, mas a televisão não é pra mostrar de um tudo”, disparou.