Fechar

EXCLUSIVO Após briga interna, sócios da Kondzilla assinam acordo e empresa se divide

Empresários Konrad Dantas e Marcelo Portuga optaram por seguirem mantendo separadamente suas atividades

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Esta humilde coluna já havia antecipado, com exclusividade, o começo da briga interna entre os dois sócios da Kondzilla Records, leia-se Konrad Dantas e Marcelo Portuga. Pois bem. Depois do climão que rolou nos bastidores, unfollow nas redes sociais e até da mudança de nome da gravadora, os dois empresários foram brigar na Justiça e, agora finalmente firmaram um acordo.

Konrad e Portuga assinaram, de forma consensual, um termo de acordo que envolve a separação das atividades exercidas em conjunto por ambos na Kondzilla Records. Sendo assim, Konrad Dantas continuará a operar todas as atividades que eram exercidas pelas empresas conjuntas com a marca Kondzilla.

Já Marcelo Portuga passará a fazer a gestão das mesmas atividades com a marca Portuga Records. Dessa forma, será possível a continuidade dos negócios e o desenvolvimento de novos empreendimentos, que agora serão realizados isoladamente por cada um dos empresários.

Quanto aos cerca de 50 artistas do casting da Kondzilla Records, a maioria deles, como Kevinho, MC Kekel, Dani Russo, entre outros, segue com Marcelo na Portuga Records, afinal de contas, foi ele o responsável por trazer estes talentos para o time da Kondzilla.

Continua após a publicidade

Konrad Dantas fundou a Kondzilla em 2012, mas inicialmente como uma grande produtora de clipes. Marcelo Portuga se tornou sócio de Konrad em 2017 e, juntos, fundaram a Kondzilla Records, empresa de agenciamento artístico.

Na época, Portuga já tinha Kevinho em seu casting. Depois, o empresário foi descobrindo outros grandes nomes do funk e inserindo na Kondzilla, entre eles, DJ RD, MC MM e Matheuzinho.

Além da gravadora e da produtora de filmes, o grupo Kondzilla ainda possui um portal de notícias sobre o mundo da música e uma parte voltada para o licenciamento de produtos. A marca é a mais forte no segmento do funk, em São Paulo, tendo como principal rival a gravadora GR6.

Vale destacar que Portuga, antes de assinar com a Kondzilla, era um dos sócios da GR6 e rompeu com a gravadora para se unir a Konrad Dantas, que na época era até então apenas o detentor da maior produtora de clipes do país.