Fechar
treta sem fim!

Após polêmicas, ex-assessor de Pâmella Holanda se pronuncia: ‘vai ser resolvido na justiça’

Juan Patric reforçou o preconceito e o assédio moral que sofreu da ex-esposa de DJ Ivis

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Juan Patric, ex-assessor de Pâmella Holanda, publicou um pronunciamento nas redes sociais sobre as acusações que fez contra a influenciadora digital. No vídeo, o rapaz diz que não está bem psicologicamente e reforçou o preconceito e o assédio moral que sofreu da ex-esposa de DJ Ivis. Patric ainda revelou que todas as provas estão com a justiça e pediu para que as pessoas que passam por situações com essa, não se calem.

“Apesar de não estar bem psicologicamente, preciso me pronunciar sobre a denúncia que eu fiz. Primeiro quanto a oportunidade que me foi dada, fui grato sim. Até mesmo porque gratidão revela caráter. Mas não era porque eu era empregado, porque eu sou pobre, que eu sou gay, que eu merecia e ninguém merece ser tratado como eu fui”, começou dizendo.

Juan Patric disse que registrou o caso na delegacia, mas não teve amparo. “Ninguém merece sofrer assédio sexual no trabalho, importunações, frases homofóbicas. Sim, fui na delegacia, fiz o BO. Não tive amparo, não me deram assistência sobre o caso”, falou o ex-assessor de Pâmella Holanda, que continuou:

“Todos nós, LGBTQIAPN+, não somos respeitados no nosso país. Não temos nossos devidos direitos, não somos aceitos. Quantos gays, lésbicas, travestis morrem por desrespeito? Por viver, querer ser alguém? Querer trabalhar? Quero dizer que tô aqui não só por mim, mas por todos os Patrics que por aí existem. Quero ter voz por todos que passam pelo que eu passei, decorrente a assédio, homofobia, de apontamentos na cara”.

Continua após a publicidade

Patric disse ter provas de todas as coisas que foram feitas contra ele. “Quero dizer que iremos vencer essa batalha. Tudo o que foi feito contra mim, eu tenho provas, em relação a questões trabalhistas que me foram acusadas. Eu que pedi pra sair. Tudo isso já tá na justiça e vai ser resolvido na justiça”, falou.

O rapaz rebateu as acusações de que quer ganhar fama em cima das acusações contra Pâmella Holanda. “Uma frase que eu sempre falo é que uma ferida pode sim ser curada, mas sempre você terá aquela cicatriz. Sempre vai lembrar do trauma sofrido, do que aconteceu. É um dano psicológico grave, você tem gatilhos. E só eu sei o que passei, só eu sei o que foi visto, as palavras que escutei. Só eu sei o que aconteceu comigo. Não preciso e nem quero fama, só quero justiça”, explicou Juan Patric.

“Sobre o tempo pra fazer a denúncia, nunca tive amparo, questões financeiras pra pagar advogado pra ir a frente. Sempre tive medo, receio. E como já foi dito, eu sou uma pessoa pobre. Mas não é por conta da sua questão financeira, não é por conta do que você tem no bolso, da sua identidade de gênero que as pessoas podem te julgar (…) As questões vão ser tratadas judicialmente”, finalizou.

Ex-assessor de Pâmella Holanda expõe áudios de xingamentos

Juan Patric é ex-assessor de Pâmella Holanda e acusou a influenciadora de homofobia. Em áudios divulgados pelo rapaz para esta coluna, é possível ouvir diversos xingamentos e falas pesadas contra o rapaz. Nas redes sociais, um boletim de ocorrência feito por Patric também viralizou.

Nos áudios divulgados por Juan Patric, Pâmella Holanda xinga o rapaz após sua ring light dar defeito. “Fod*ram com a minha ring light, não tá desligando e nem ligando, não tá mudando mais a cor. Isso aqui é responsabilidade sua, você sabe muito bem, porque esse caralh* aqui eu levei pra trabalhar, pra fazer foto do vestido que o cara fez e não pra ficar passando de mão em mão de blogueira. Então, a próxima vez, não vai ter nem próxima não, porque você não me acompanha mais em evento assim não”, falou a ex-mulher de DJ Ivis.

“Ou trabalha direito, faz as coisas direito, deixa de mimimi, deixa de drama, eu sei que tu é gay mas tenha postura de homem, Patric. Porque isso aqui não dá. As minhas coisas não é periquito de rapariga pra tá na mão de todo mundo não. Todo mundo fazendo foto com a minha luz, vai à merda, meu irmão”, continuou.

Em outro áudio, Pâmella Holanda continua: “Sabe por que você não aguentou a pressão de trabalhar comigo? Porque você não é merecedor, porque você não se esforçava o suficiente. Você tinha um emprego bom, um salário bom, tinha um ambiente saudável, sem viado querendo puxar o seu tapete, porque você era exclusivo meu. (…) Patric, se você quer tomar no c*, toma sozinho, você e sua vida. Eu tenho 28 anos, sou uma cabra velha, então não é tu com teu vitimismo, dando um de coitado, que eu vou cair na tua não, meu amigo”.

“Quando você for chamado pra algum lugar pelo meu nome, honre pelo menos o pau que tem entre as pernas, porque você é viado, mas tu usa ele. Honra o chão que tu pisa. Tenha o profissionalismo de dizer ‘caramba, a Pâmella foi uma pessoa que me ajudou muito’ e não ficar indo atrás de Ingrid e Zé Cavaqueiro com conversa trocada”, falou.

Por fim, ela ainda ameaça o rapaz. “Me esqueça, vá ser assessor de quem você quiser. Mas se eu sonhar, que você falou um ai do que você viu, sentiu ou percebeu dentro da minha casa com a minha filha, com qualquer coisa, com os conflitos que você sabe que eu vivo muitos conflitos com o pai da minha filha, quem tem a perder é você, eu não tenho nada à perder não”, disse.