Fechar
Volta ao mercado

Após ser demitido de podcast por post polêmico, Monark vibra com o fim de ‘férias’

Youtuber assume que tem proposta de emprego e dá pistas sobre nova plataforma canadense que está chegando ao Brasil

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Menos de dois meses depois de ser demitido do Flow Podcast sob a acusação de fazer apologia ao nazismo, o youtuber Bruno Aiub, conhecido como Monark, arrumou um novo emprego. Sim, o influenciador usou as redes sociais para contar que as suas ‘férias’ acabaram.

“Minhas férias acabaram, se preparem que estou de volta, agora com mais liberdade do que nunca”, escreveu o influencer em seu perfil no Twitter na noite desta terça-feira (22).

Ele não revelou onde iria trabalhar, mas deu pistas ao compartilhar logo em seguida um post do Rumble, plataforma canadense que já sinalizou sua entrada no mercado brasileiro. O site, que é bem parecido como Youtube, é assumido como um reduto da extrema-direita conservadora, “Está aí uma plataforma que respeita a liberdade de expressão e que não vai censurar ninguém”, comentou Monark.

A declaração do youtuber Bruno Aiub, o Monark, apresentador do Flow Podcast, defendendo a existência de um partido nazista culminou com o desligamento dele do canal no início de fevereiro por pressão dos patrocinadores e até de vários famosos. Os sócios da empresa optaram por tirá-lo do programa e dos outros projetos do grupo.

Continua após a publicidade

“O Flow Podcast surgiu de um sentimento de liberdade, pluralidade e transparência. Com isso, carregamos a responsabilidade de nos conectar com milhões de pessoas e é inevitável que grandes decisões exijam grandes responsabilidades. Reforçamos o nosso comprometimento com a Democracia e Direitos Humanos, portanto, o episódio 545 foi tirado do ar. Comunicamos também a decisão que, a partir deste momento, o youtuber Bruno Aiub @Monark está desligado dos Estúdios Flow”, disse a nota enviada à imprensa na época da saída do youtuber.

Não demorou muito para que vários internautas comentassem sobre o possível retorno de Monark às redes sociais. “Cara, não importa qual plataforma você esteja, feriu lei, feriu constituição, feriu moral: crime Entenda isso, pelo amor de Deus, seria melhor inclusive se você estivesse longe da internet por tempo vitalício”, escreveu um seguidor.

“Agora pode defender nazistas”, comentou outro internauta e o terceiro completou: “Deu para ver que não se arrependeu de nada! Vai lá, vai exercer tua liberdade de expressar em ‘insinua’”/ ‘apoiar’ um regime que fez o que fez. Lamentável!”.

Tags Relacionadas: