falou!

Arthur Picoli abre o jogo sobre Mel Maia e rebate críticas de diferença de idade

'A Mel é uma menina incrível, madura, gente boa e foi super da hora. Rolaria de novo', disparou o ex-BBB

Fábia Oliveira
Colunista do EM OFF

O ex-BBB Arthur Picoli se pronunciou sobre seu breve affair com a atriz Mel Maia, que virou de conhecimento público nesta segunda-feira (4). O educador físico comentou sobre o elogio de ‘o mais gostoso‘ que recebeu da artista e falou sobre a diferença de idade entre eles.

“O crossfit está em dia, né? Encaro como um elogio, assim como as pessoas elogiam o cabelo, o sorriso… Fico feliz por ter elogiado o meu corpo. Ela também é muito gata e já falei isso para ela”, disse o ex-BBB para o ‘Gshow’. Arthur ainda completou: “A Mel é uma menina incrível, madura, gente boa e foi super da hora. Rolaria de novo”, revelou aos risos.

Arthur Picoli explicou que não se incomodou com a exposição sobre a ficada dos dois. “Não era segredo, só não tinha porque eu falar para alguém, entende? Não ligo dela ter falado. Não tinha nada a esconder. Somos solteiros e maiores de idade”, falou.

O ex-BBB ainda garantiu que já aceitou que sua vida é pública e classificou a notícia como uma ‘fofoca leve’. “Dois anos depois de ter saído do BBB, já entendi muita coisa e tenho que aceitar que minha vida é pública hoje e essas coisas vão acontecer. Não foi a primeira, nem vai ser a última vez. Mas é uma fofoca leve, não uma coisa que me tira o sono, como já aconteceu de outras vezes”, contou.

Arthur ainda aproveitou para rebater as críticas que recebeu por conta da idade da atriz, de 18 anos. “A Mel hoje é uma mulher, tem 18 anos, eu um homem, de 28, normal. Uma coisa que aprendi nesses dois anos de fama é não bater de frente. A gente ficou. É verdade. Quando eu tinha 18, já fiquei com mulheres de 28. Assim como quando eu tinha 20, fiquei com de 30. A galera fica querendo colocar na balança que 10 anos de diferença não pode?”, questionou.

O educador físico garantiu ainda que não se preocupa com a opinião alheia. “A gente vê um peso grande a tudo que é relacionado às mulheres. Qual o papel das pessoas julgarem? As pessoas não sabem da história. Não me preocupo mais com a opinião dos outros”, falou.