Fechar
soltou o verbo

Autor de ‘Sonho Meu’ diz que trama foi censurada pela Globo: ‘perde a dramaturgia’

Dramaturgo afirma que ordem de interferência no folhetim partiu do alto escalão da emissora

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Marcílio Moraes, autor de ‘Sonho Meu’, que atualmente está no ar pelo Canal Viva, afirma que sua obra foi censurada pela TV Globo. Segundo ele, o folhetim sofreu com interferências da emissora por conta dos tempos atuais. Ele ressalta que a ordem de modificar a novela veio do alto escalão da Globo.

“Fiquei triste e me voltou o sentimento de revolta com a interferência estúpida que a novela sofreu. Já contei, mas é bom repetir que os figurões da Globo, naquela época, vieram com o papo de que a emissora estava recebendo cartas de protesto dos espectadores contra a bigamia da personagem Cláudia (Patrícia França’). Nunca mostraram as tais cartas, certamente opinião de meia dúzia de carolas, coisa absolutamente irrelevante”, afirma.

Ele ainda deu mais detalhes: “‘A mulher não pode mentir para o homem que ama’, argumentaram os bambambãs. Papo de machão corno. O pior é que o Lauro, supervisor da novela, entrou no papo deles, ficou do lado dos mandachuvas e a interferência – violência, melhor dizendo – se consumou. O resultado pode ser visto nesta segunda fase da novela”, diz.

E lamentou que o enredo inicial tenha se perdido pelo meio do caminho. “Aquela força da história, aquela vitalidade dramática da protagonista, enfrentado Deus e o mundo para preservar sua dignidade de mulher e salvar a filha, se perdeu. A trama se tornou quase um vaudeville de intriguistas típicas de novelinha das seis, o que tentei evitar ao conceber a sinopse e desenvolver os capítulos. Imagino o quanto deve ter sido difícil para a atriz continuar desempenhando a personagem, depois de totalmente esvaziada. Para mim, também foi duríssimo. […] Perde a dramaturgia quando se ameaça a autonomia do autor”, finaliza.

Continua após a publicidade