Fechar
Viralizou

Band investiga vazamento de vídeo de morador de rua espancado por personal

Emissora vai punir os culpados pela divulgação da entrevista, onde Givaldo Alves de Souza conta detalhes da relação com uma mulher em Brasília

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Circula nas redes sociais o vídeo de um trecho inédito de uma entrevista com o morador de rua Givaldo Alves de Souza, de 48 anos, flagrado pelo personal trainer Eduardo Alves fazendo sexo com a sua mulher, em Panaltina, no Distrito Federal. O depoimento foi dado ao ‘Brasil Urgente DF’, versão local do programa de Datena, na Band, e acabou caindo nas redes sociais gerando uma grande confusão.

A emissora está atrás de quem teria vazado o vídeo de forma ‘ilegal e mal-intencionada’ e promete punir os culpados. Em uma nota enviada à imprensa, a Band admitiu ter aberto um processo de investigação interno e ainda repudiou o compartilhamento das imagens.

Na tarde desta quinta-feira (24) Givaldo esteve nos estúdios da emissora e conversou com o apresentador Tonny Alves. Durante a atração ao vivo, ele elogiou a mulher do personal e negou envolvimento forçado. Já no trecho vazado da entrevista, o morador de rua conta detalhes da relação sexual.

Não é a primeira vez que Givaldo apareceu na TV. No domingo (20) o morador das ruas de Planaltina participou de uma reportagem destaque do “Domingo Espetacular”, da Record TV”, e contou que a muhera de Eduardo o abordou na rua. Na ocasião, ela teria demonstrado interesse por ele, que teria dito para levá-lo a algum lugar mais discreto por causa da região movimentada em que estavam.

Continua após a publicidade

Ele disse que ela lhe proporcionou um dos momentos mais marcantes da sua vida.O prazer que ela me deu é uma coisa que todo homem queria ter. Ela merece alguém que possa satisfazê-la, sem possibilitar que ela se exponha. Ela é realmente uma flor do jardim de Deus”, declarou ele, que classificou o momento que teve como a mulher de ‘maravilhoso’.

Questionado sobre as agressões que sofreu do personal trainer, o mendigo disse que não fez nada errado para apanhar na rua. “Ele expôs a vida dele e a vida dela. Eu acho que ele pensou tudo errado, eu não fiz nenhum mal para ser agredido, agora, as mentiras têm que se calar. (…) Um inocente não pode pagar, eu já estou sofrendo demais”.

Leia o comunicado da Band sobre o caso na íntegra:

Diante da repercussãodo vídeo que circula na internet de um morador de rua que foi espancado por um personal trainer que o acusa de ter abusado sexualmente de sua esposa, a Band esclarece que a entrevista não foi ao ar. Trata-se de um trecho de uma gravação que vazou so sistema interno da emissora de maneira ilegal e mal-intencionada.Foi aberto um processo de investigação a fim de descobrir o responsável, que será devidamente punido. A Band repudia o compartilhamento do vídeo“.