Fechar

EXCLUSIVO Bastidores do Faustão tem desrespeito a caravanistas e quebra de protocolo da Covid

Em meio a aumento dos casos de Covid, caravanistas dizem que não estão sendo testados

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

O programa do Faustão, na Band, nem bem estreou e já está dando o que falar, por conta de seus bastidores. A coluna soube, através de um dos integrantes da caravana que estava na plateia, alguns detalhes do que tem rolado por trás das câmeras durante as gravações.

A começar pelo teste de Covid. Segundo o rapaz, cujo nome não será divulgado por razões óbvias, as caravanas que chegavam não eram testadas antes de entrar no estúdio.

“Fomos para a Band aguardar a entrada ao estúdio, não fizeram teste de Covid em ninguém. Nem testaram a temperatura, somente pediram pra levar o cartão da vacina. Dizem que a plateia foi toda testada e não é verdade. Somente entramos com máscaras dadas pela produção e mantivemos o distanciamento”, revela a fonte.

Ainda segundo o rapaz, seus pais idosos, que o acompanhavam na plateia, foram extremamente desrespeitados pela produção do programa. “Ao entrar para o estúdio, a mulher que estava organizando nos colocou lá em cima, ao invés de colocar a gente por ordem da fila de entrada, que seria no meio da plateia. Ficamos no último lugar lá em cima e o ar condicionado estava altíssimo. Fui conversar com ela, pois meus pais já tem 70 anos e poderiam até pegar uma pneumonia. Mas ela não os mudou de lugar e disse que era ordem do chefe”, conta.

Continua após a publicidade

Nem mesmo acionar o chefe da moça da plateia resolveu o problema do casal de idosos. “Fui até o chefe dela e relatei o fato. Ele também não nos colocou para baixo. Nos mudou para o lado, lá em cima mesmo, em um lugar onde o ar condicionado estava forte do mesmo jeito, só rebatia um pouco. Além disso, não dava para ver nada naquele lugar”, explica o rapaz.

O problema com o ar condicionado muito em cima fez o pai idosos do caravanista se sentir mal. “Meu pai passou mal, tremia de frio. Queríamos ir embora, mas não deixaram. Nem bater palmas eu tive coragem de tão mal que estávamos. Não víamos a hora de ir embora. O rapaz que anima a plateia ainda veio nos cobrar por não estar batendo palma. Foi um dia horrível”.

Além do mal-estar nos bastidores, a família ainda saiu no prejuízo no fim do dia. “Saímos 21h de lá, mega nervosos. Nem quisemos pegar a van da emissora que levava até a Barra Funda. Pegamos um Uber até a Barra Funda, pois somos de Sorocaba e saímos às 7 da manhã de Sorocaba. Gastamos mais de R$ 250”, lamenta.

Mariane Destro, responsável pela caravana do rapaz, entrou em contato com a coluna para negar as afirmações dele.

“Fui a responsável pela organização da caravana para o programa, que saiu da Barra Funda. O rapaz em questão que diz ter sido distratado, fez um relato falso sobre o que realmente aconteceu no dia do evento. Pois temos todo um protocolo a ser seguido sobre a prevenção da Covid 19, como qualquer empresa de responsabilidade.

Todo esse transtorno foi causado no dia da gravação porque o rapaz em questão queria aparecer na mídia de qualquer forma, ele diz ser um ator/modelo que está em busca de trabalho. Desde a hora que chegou, ele repetiu por várias vezes que queria sentar em lugar de destaque para ser filmado a todo tempo e com isso alcançar a fama desejada. Como não foi possível a escolha de assentos, pelo motivo da nossa caravana ter sido a última a chegar no local, ele e seus pais foram encaminhados a se dirigir aos assentos livres, mais proximo ao palco.

Porém ele não satisfeito por achar que o assento não tinha muita visibilidade das cameras, ele falou que o ar-condicionado estava muito forte e solicitou à equipe que trocasse de lugar. Prontamente seu pedido foi atendido e colocamos ele e sua familia em um camarote no auditório, que o ar condicionado estava abaixo da temperatura ambiente e mais confortável. Mas como ainda não estava satisfeito por não estar em frente ao palco, ele continuou a arrumar novos argumentos.

Todos os participantes foram muito bem recepcionados, com direito a transporte de ida de volta, almoço em churrascaria e lanche da tarde. Não tivemos nenhum outro tipo de reclamação ou problemas, pelo contrário, foram só elogios e temos muitos outros participantes aguardando vaga para poder participar das próximas caravanas”.

🤒