Fechar

EXCLUSIVO BBB22: Sétima semana de Jessilane na xepa preocupa família: ‘bem estressada’

Caroline Alves também revela como é a alimentação da sister fora da casa mais vigiada do Brasil

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Jessilane já não consegue mais esconder a tristeza de estar pela sétima semana seguida na xepa do BBB22. Desde o começo do reality, a sister frequentou o lado vip da casa apenas na primeira semana, quando todos ainda não estavam divididos em grupos em relação à comida da semana. Caroline Alves, irmã da participante, está preocupada com o emocional da professora de biologia.

“Pelo que eu conheço (da Jessi) acredito que ela esteja bem estressada, porque ela sempre gostou de comer coisas variadas e ela gosta muito de verdura, fruta e de comida bem temperada. Mas ela sempre está aproveitando as campanhas e as festas pra comer bastante e variar um pouco o cardápio”, diz a advogada.

Ainda segundo Caroline, Jessi não têm frescura para comer. “Ela come de tudo. Nós costumamos dizer para as pessoas que nos convidam que se der uma pedra com um pouquinho de sal, nós comemos (risos). Minha mãe sempre nos ensinou a comer de tudo e não escolher o que comer, porque o importante é não ter fome. Esses dias ela estava comendo pão com feijão. Ela extrapola e mistura tudo também (risos)”.

Em casa, Jessi costuma ser organizada com sua alimentação e não abre mão de um peixinho à mesa. “Ela mora sozinha, então, às vezes, faz marmita e congela para a semana. Sempre com muita verdura e legume, que ela gosta. Ela come na minha mãe também, algumas vezes, então é sempre comida tipo arroz, feijão e carne, frango ou peixe. Acho que ela sente falta do peixe frito, que vira e mexe aqui ela pede pra minha mãe fazer pra ela”, revela..

Continua após a publicidade

A advogada também comentou a falta de empatia do público, que em 2020 acolheu o participante Babu Santana por ter passado quatro semanas seguidas na xepa, mas com Jessi, que está há sete semanas, não houve a mesma comoção.

“Nós fomos obrigados a acostumar, infelizmente, com o quanto a forma como ela se portou para as estratégias de jogo foram sobrepostas à pessoa que ela é. Mas independente de jogo, ela é uma pessoa maravilhosa. Espero que cada vez mais pessoas possam enxergar isso. Mas é isso, dias de luta, dias de luta, o importante é não desistir”, frisa.

Já sobre o lado emotivo de Jessi, Caroline garante que a sister é ‘chorona’ desde sempre, e não por conta da pressão do jogo. “Ela é assim mesmo, ela sente muito, e a forma que ela exterioriza é chorando. Cada um reage de uma forma, mas ela é assim, se está feliz, chora de felicidade, se está frustrada, chora de frustração, e por aí vai… Mas é melhor do que guardar pra si”, avalia.

Tags Relacionadas: