Fechar

EXCLUSIVO Boninho ‘escala’ bicampeã olímpica para o ‘BBB 22’

Jogadora de vôlei está sem clube desde junho do ano passado e recusou recentemente alguns convites para voltar a treinar alegando ‘novos projetos’

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Esta coluna se orgulha de ter amigo em tudo quanto é lugar e um desses parceiros da vida é bem entrosado no meio do esporte. Ele contou que Boninho ‘escalou ‘ uma bicampeã olímpica para ser uma das participantes do grupo camarote do ‘BBB 22’: Jaqueline.

Ponteira, de 38 anos, Jaqueline está sem clube desde junho do ano passado, quando o Osasco, clube paulista de vôlei, decidiu não renovar seu contrato e a pernambucana passou a se dedicar as redes sociais com conteúdos engraçados. Nos vídeos, Jaque mostra a rotina da mãe de um menino de oito anos de idade, Paulo Arthur, do seu casamento com o também jogador de vôlei Murilo Endres, e a personalidade extrovertida que poucas pessoas conheciam da atleta.

A coluna também soube que Jaqueline recebeu recentemente convites de alguns clubes para voltar a treinar. Agradeceu, mas disse ‘não’. Alegou que precisava cuidar da família e se dedicar a ‘novos projetos’. Ela não deu detalhes, mas deixou claro que poderá voltar às quadras no início de maio, justamente no mês que não tem mais ‘BBB’. Jaqueline também acaba de assinar contrato com a Mynd8, que cuida da carreira de vários ex-BBBs.

Jaqueline entra na vaga de Douglas Souza, que uma fonte da coluna da produção do ‘BBB’ garante que não faz parte do elenco. O jogador ficou animado em participar do reality show da Globo, mas as conversas não avançaram depois dele pensar bem sobre as consequências que a participação poderia afetar a sua carreira de jogador de alto rendimento.

Continua após a publicidade

Douglas já ficou queimado no vôlei internacional após encerrar o contrato com o Vibo Valentia, da região da Calábria, na Itália, depois de três meses na Europa. Ainda teve a polêmica na imigração no aeroporto em Amsterdã, na Holanda, quando Douglas disse que tinha sido vítima de homofobia. O clube italiano foi às redes sociais para reclamar que o ponteiro brasileiro havia abandonado a equipe e o episódio pegou muito mal para o jogador no meio do vôlei.

Esse ano, a seleção participa do Mundial da modalidade e se Douglas, de 26 anos, não estiver defendendo um time já no primeiro semestre de 2022, dificilmente será convocado para defender a equipe brasileira. E é aquela coisa ‘BBB’ pode dar muito certo, mas pode também dar muito errado.

Tags Relacionadas: