Fechar
Que situação!

Cantora revela ter se decepcionado com Simaria

‘O que era pra ser um sonho virou um momento constrangedor’, conta Suellen Lopes

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Em entrevista para o canal de Emerson Yslley, a cantora Suellen Lopes revelou ter vivido uma experiência decepcionante com Simaria, dupla de Simone. O episódio ocorreu em 2016, quando as irmãs já despontavam para o sucesso nacional. “Elas eram minha inspiração total. Tinha o sonho de presenciar um show. Aí comecei a namorar um rapaz que tocava para elas, e em todos os shows que tinham em São Paulo eu o acompanhava”.

Em uma dessas apresentações, realizada na casa de shows Tropical Butatã, na capital paulista, a cantora contou que seu namorado – o sanfoneiro da banda – perguntou à Simaria se Suellen poderia cantar uma música com a dupla. Com descaso, a irmã de Simone teria olhado para moça ‘de cima a baixo’ e apenas balançado a cabeça em negativa. Suellen diz que esperava que o pedido fosse recusado, devido ao grande sucesso que as Coleguinhas já alcançavam na época. Mas a sua decepção estaria apenas começando naquela noite.

O show prosseguiu, e algo inesperado aconteceu. Em uma das músicas, enquanto dançava ‘até o chão’, o macacão de Simone se rasgou e a cantora teve que deixar a irmã sozinha no palco para substituir a roupa. “Ela (Simaria) puxou uma música, puxou outra… Na terceira já estava ofegante, e a Simone não voltava. Os meninos (da banda) olharam um para a cara do outro e combinaram de puxar uma música que ela não sabia cantar, só que ninguém me passou nada, foi entre eles”.

A música era ‘Alô, porteiro’, um dos grandes sucessos de Marília Mendonça. Pega de surpresa, Suellen conta que Simaria se atrapalhou na condução da canção. “Ela olhou para um lado, olhou para o outro e não sabia para onde ia a letra, se perdeu todinha. O backing até tentou dar uma força, mas não ia”. Neste momento, Simaria teria ido em direção à Suellen e, contrariada com as circunstâncias, puxou a cantora iniciante para dividir o palco com ela. “Ela grudou no meu braço e disse assim: ‘Bora! Tu não falou que é cantora? Tu não queria cantar? Agora cante!’. E me puxou, me arrastando pro palco”.

Continua após a publicidade

Para a Suellen, a experiência estava longe de ser um sonho realizado, já que o clima entre ela e Simaria não estava dos mais agradáveis naquele momento. “O que era para ser um sonho virou um momento constrangedor demais. Eu peguei a música no refrão já. Cantei, agradeci, entreguei o microfone para ela, mas o menino da banda puxou a música de novo. Ela gritou ‘Porra!” e me entregou o microfone, porque realmente não sabia cantar aquela música”, lembrou.

Apesar da oportunidade de se apresentar em um show das famosas Coleguinhas, o saldo da noite não foi positivo para Suellen e nem para seu namorado. Segundo ela, no dia seguinte à apresentação, o músico foi substituído da banda. “E não mandaram ele embora, tá? Ele viajou para um show em outro estado e, quando chegou lá, tinha outro cara com a sanfona no peito, em cima do palco. Ele me ligou arrasado, dizendo que tinha outro cara em seu lugar. Se eu já estava constrangida, só piorou. Eu esperava a Simone e Simaria que eu via na TV, e não era, não existiam, são totalmente diferentes. O que você vê na televisão, entrevistinha bonitinha… mas quando você convive é que você conhece o ser humano”, lamentou.

As Coleguinhas mais amadas do Brasil? Bom, segundo Suellen, as irmãs não eram tão bem quistas pelos integrantes da própria banda. “Os meninos sempre comentavam que elas tratavam todo mundo mal, não tinha aquela relação de respeito, de funcionário para patrão. Tanto que a galera que eu conhecia daquela época já não faz mais parte da banda”.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff