Fechar
violência

Carol Portaluppi, filha de Renato Gaúcho sofre assédio sexual no Rio

‘Um cara enfiou uma garrafa de água na minha bunda’, disse Carol Portaluppi

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Na última quinta-feira (16), Carol Portaluppi, filha do ex-técnico do Flamengo, Renato Gaúcho, revelou em suas redes sociais que foi vítima de um caso de assédio sexual no Rio. “Estava andando na rua no Leblon, um cara enfiou uma garrafa de água na minha bunda. Que isso, gente?! Não estou conseguindo falar”, postou ela no story de seu Instagram.

Ela deu mais detalhes de como tudo aconteceu: “Prometi para mim mesma que não ia chorar aqui. Estava muito assustada, fiquei muito nervosa. Nem eu sei direito (o que aconteceu). Eu estava andando na rua no Leblon, aqui no Rio de Janeiro, e um homem veio, me falou umas coisas que eu nem consegui prestar atenção. Passou uma garrafa d’água e enfiou na minha bunda”, disse a modelo.

Carol falou sobre a sensação de impotência diante da violência do Rio. “Fiquei tão assustada na hora que não tive reação. Só consegui continuar andando. E a rua estava cheia, ninguém fez nada. Não sei se as pessoas se assustaram. Eu nunca me senti tão impotente na minha vida. Minhas pernas tremendo muito. Vontade de gritar, pedir ajuda e, ao mesmo tempo, continuei andando, mantive a calma. Estou sem vontade de falar nenhuma, só estou falando porque tem muita gente falando comigo. Me abalou muito. Me senti bem agredida, assediada”, contou Carol.

Continua após a publicidade