Fechar
TRAGÉDIA

Colega de atores mortos cobra responsabilidade da Netflix: “Tem sangue nas mãos”

Raymundo Garduño Cruz e Juan Francisco González Aguilar, da série “The Chosen One”, morreram em um acidente com uma van, na última quinta-feira( 16)

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

O escritor Rick Zazueta acusou a produtora Redrum e a Netflix de terem responsabilidade nas mortes dos atores mexicanos Raymundo Garduño Cruz e Juan Francisco González Aguilar, da série “The Chosen One”. Eles morreram na última quinta-feira (16), em um acidente de trânsito. A van que os transportava capotou na cidade mexicana de Mulegé, no estado de Baja California Sur.

Segundo o Diario de Yucatán, quando as equipes de emergências chegaram ao local do acidente Raymundo e Juan Franciscom já estavam mortos. Mais duas pessoas do elenco e quatro da equipe de produção ficaram feridos, sendo foram socorridas e encaminhadas ao Centro de Saúde e à Unidade Médica de Família. Eles apresentam um quadro de saúde estável.

De acordo com a imprensa local, o acidente aconteceu na rodovia peninsular na altura do trecho santa rosalía-Loreto. A van da equipe capotou após sair da estrada em uma área deserta. A tripulação, ao que tudo indica, estava trabalhando na área próxima de Santa Rosália.

Segundo a revista norte-americana “Variety”, os atores da série inspirada nos quadrinhos “American Jesus”, de Mark Millar e Peter Gross, estavam se deslocando para um aeroporto próximo com a equipe da série quando o acidente ocorreu.

Continua após a publicidade

Através de uma publicação no Facebook, o escritor afirmou que a produtora Redrum e a Netflix foram negligentes, ao não fornecer um transporte adequado e em boas condições para a equipe. 

“Suas mortes são uma tragédia não apenas pelo roubo desses talentos, mas principalmente porque essas mortes têm culpados… Os atores não param de reclamar do quão mal estão sendo tratados especificamente em termos de transporte e logística… painéis com pneus escorregadios, motoristas cansados ​​e sobrecarregados — os atores sendo transportados como gado para economizar alguns pesos”, declarou. 

O escritor completa apontando a responsabilidade da empresa de serviço de streaming. “Netflix também tem sangue nas mãos, a empresa multimilionária optou por trabalhar fora do sindicato dos atores”, completou.  Até a tarde deste domingo, a Netflix ainda não se pronunciou sobre a tragédia.