Fechar
Reflexão

Como Jesus, Marília deu voz às prostitutas, adúlteras e aos sofredores

Ruth Moreira, a Dona Ruth, tem nos mostrado de quem Marília Mendonça herdou a força e a determinação que víamos nos palcos

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Ruth Moreira, a Dona Ruth, tem nos mostrado de quem Marília Mendonça herdou a força e a determinação que víamos nos palcos. Após perder a filha e o irmão no trágico acidente aéreo, a mãe da cantora tem expressado gratidão pela vida e pela oportunidade de ter passado 26 anos com Marília.

Enquanto se falava da perda artística, do talento e da voz de Marília Mendonça, veio Ruth nos lembrar dos sorrisos e da imensa alegria – o verdadeiro legado de sua filha. De onde viria tanta força para uma mãe que enfrenta uma perda irreparável? Ao que parece, a resposta é a fé.

Em suas poucas declarações públicas, Dona Ruth tem exaltado o nome de Deus e creditado a Ele sua sustentação. Três dias após a tragédia, ela manifestou seus sentimentos através da canção ‘Jó’, de Midian Lima. “Deus me deu, Deus tomou. Bendito seja o nome do Senhor”, diz a letra, que reconta a trajetória do personagem bíblico que foi submetido a fortes provações – perdendo seus filhos e amigos – e que manteve a fé inabalada.

Independente da religiosidade em que se manifesta, a fé continua sendo uma fonte de energia que ampara aos que enfrentam dores implacáveis. A dor da ausência, a dor de um laço rompido sem aviso. Contudo, num polo oposto, observamos a fé sendo usada como base de julgamento e condenação. Marília, que arrancava sorrisos de multidões, foi e continua sendo alvo das críticas de quem esbanja profecias e economiza em sensibilidade.

Continua após a publicidade

Entre o Deus que lança pessoas ao fogo do inferno e o Deus que ampara uma mãe à beira do caixão de sua filha, eu escolho crer na bondade. Não imagino Jesus Cristo desconsiderando o luto de uma família para proferir palavras tão duras – logo ele que, assim como Marília Mendonça, também deu voz às prostitutas, às adúlteras, aos pobres e sofredores. Logo ele que colocou o amor acima de qualquer julgamento.

Que a fé num plano maior continue sendo bálsamo para todas as nossas dores, como ferramenta de consolo e jamais de punição. Parabéns, Dona Ruth, por fazer da fé o seu escudo para um mundo que anda tão carente de empatia. Por seguir enaltecendo a alegria como a maior herança de Marília.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff