Fechar

EXCLUSIVO D’Black se manifesta após ser chamado de ‘psicopata’ e ‘abusivo’ por Nadja Pessoa

Cantor não quis entrar em guerra contra a ex

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Depois da polêmica entrevista que Nadja Pessoa deu ao podcast de Juju Salimeni, na qual ela afirma ter sido traída diversas vezes pelo ex-marido, o cantor D’Black, além ter vivido um relacionamento abusivo com ele e ainda ter dito que ele tem ‘psicopatia’, a coluna procurou o artista para saber o que ele tem a dizer sobre as declarações da ex.

“Ainda não assisti a matéria…mas como tenho feito há quase dois anos de repetidas vezes que ela conta a mesma história, prefiro seguir meu caminho e sinceramente torço pra que ela encontre um caminho de amor e paz na vida dela”, se limitou a dizer.

Na entrevista, Nadja disse que o relacionamento abusivo que viveu com D’Black teria desencadeado a depressão dela. “Antes de entrar no Power eu já estava em depressão. Eu tinha ido em três psicólogas e todas as três disseram que eu estava com depressão, inclusive a psicóloga do programa. Isso antes do primeiro reality, por conta do relacionamento abusivo que eu sofri. Ele tentava me fazer como culpada de tudo”, contou.

Nadja disse que só melhorou da depressão após a separação. “Eu me curei quando houve a separação. Eu sofri. Eu fiz terapia com sexóloga, porque eu tinha perdido o desejo sexual por ele, por conta da depressão, que traz isso. Os remédios que eu estava tomando também faziam isso. E ele falava o tempo todo: ‘culpa sua’. Uma responsabilidade muito grande em cima de mim. E fizemos terapia de casal com a sexóloga pra entender o que estava acontecendo”.

Continua após a publicidade

Nadja também citou um episódio que nunca esquece: quando D’Black a teria escorraçado após vencer o ‘Dancing Brasil’. “Na noite que ele ganhou, a gente chegou no apartamento e ele me disse assim: ‘agora eu estou milionário, não preciso mais de você’. Nunca mais esqueço disso. É pior que bater. Ele quis terminar, eu tentava segurar o relacionamento, aquela coisa de família. A gente veio morar em São Paulo, a mulher (bailarina) era do Rio. Ela saiu do Rio e veio morar em São Paulo também”, conta.

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff