INVESTIGAÇÃO POLICIAL

Deolane Bezerra relata perseguição e conta que vai denunciar delegada

Maria Aparecida Corsato se negou a devolver os carros apreendidos da advogada

Fábia Oliveira
Colunista do EM OFF

Nesta segunda-feira (25), Deolane Bezerra foi à Corregedoria da Polícia Civil de São Paulo para apresentar uma denúncia contra a delegada Maria Aparecida Corsato. Através dos Stories no Instagram, a advogada disse que acredita que está sendo perseguida pela autoridade policial e opinou sobre o mandado de busca e apreensão, há cerca de duas semanas, em que agentes de segurança levaram dois automóveis de luxo da empresária

“Estou saindo agora do 27º DP junto com a minha colega Adélia Soares [do BBB 16], aconteceu que a ilustríssima delegada Maria Aparecida Corsato indeferiu, ou seja, se manifestou contra a restituição dos meus veículos”, iniciou ela.

A viúva de MC Kevin explica que os veículos não poderiam terem sido levados, já que, segundo ela, estariam fora do escopo da busca. “O mandado é nulo, ela não listou os bens apreendidos na minha residência no momento exato. Não constava a apreensão dos carros”, pontuou.

Por fim, Deolane reclama da demora da decisão e afirma que a delegada quer ganhar notoriedade com o caso. “Ela está me enrolando há mais de uma semana por essa decisão e só saiu hoje porque não tinha mais para onde fugir. É perseguição? É. Porque mais de cem influenciadores fizeram a mesma publicidade que eu fiz. Agora eu estou me me deslocando para a corregedoria para fazer denúncia contra ela. Se ela quer fama, não vai conseguir por meio de mim”, disparou.

Entenda o caso

No dia 13 de julho foi cumprido um mandado de busca e apreensão na residência de Deolane Bezerra, localizada em condomínio de luxo em Alphaville, em São Paulo, a pedido do Ministério Público de São Paulo. Ela é investigada no inquérito que apura a atuação da empresa Betzord, que se apresenta como uma iniciativa de “investimentos esportivos”, mas opera no segmento de jogos e apostas online. 

Depois da informação se tornar pública, no dia seguinte, a equipe jurídica da advogada emitiu um comunicado dizendo que a viúva de MC Kevin é elencada apenas como averiguada.

Na nota, a equipe da influenciadora explica que o pedido se deu em decorrência de um suposto patrocínio da Betzord, que atua no segmento de jogos e apostas esportivas on-line, em uma festa promovida por Deolane. E, ainda afirma que esta empresa não tinha qualquer ligação criminosa com a influenciadora.

O jornalista Jean Telles do EM OFF publicou com exclusividade o Boletim de Ocorrência que lista todos os bens que foram apreendidos da residência da influencer. Dentre eles estão: quatro notebooks, quatro relógios de marcas de luxo, como Rolex, que Deolane Bezerra declarou se tratarem de réplicas, dois celulares, além de documentos pessoais. 

Também foram apreendidos cadernetas de anotações, dois carros de luxo, um Porsche e uma Land Rover Evoque 2021/2022. A advogada chegou a mostrar em seus Stories no Instagram o momento da busca e apreensão em sua residência. 

“Vou começar por aqui. Não devo satisfação a ninguém. É aquela velha frase que eu sempre falo: ‘O justo não se justifica’, mas creio, eu, que meus seguidores que gostam de mim, de verdade, merecem uma explicação. A seguir, nos próximos stories, vou colocar o que gravei no dia do cumprimento de mandado de busca e apreensão. Não foi ontem, foi anteontem. Um funcionário daqui do condomínio filmou ou tirou fotos, e vendeu as informações. Inclusive, ele será acionado pela justiça também”, começou a influenciadora. 

Em outro vídeo, ela compartilha imagens no dia da diligência policial e mostra os itens apreendidos. “Galerinha, estou aqui aqui com o pessoal do 27° DP. Estou passando por um mandado de busca e apreensão na minha residência. Esses são todos os itens apreendidos. Nada de ilícito foi encontrado. Estou com dois membros da OAB, Dr. Marcelo e Dr. Ricardo. Tá tudo certo, doutores?”, pergunta a DJ aos advogados que acompanharam o procedimento. 

Ela continua: “Esses stories, eu fiz para vocês verem que nada de ilícito foi encontrado na minha residência. Inclusive, eu quero agradecer os dois membros da OAB que acompanharam a diligência e prestaram todo o apoio”. 

Bezerra afirma que houve excesso da autoridade policial, mas dissse que está tranquila já que os bens são lícitos e declarados. “Porque no mandado de busca e apreensão expedido pela juíza, ela fala que sejam apreendidos objetos de origem ilícita, nada disso foi encontrado na minha casa, celulares e computadores. Ou seja, apreensão de veículos não tem no mandado de busca e apreensão. Ao meu ver houve excesso da autoridade policial, mas estou bem tranquila porque é tudo declarado. Do mesmo jeito que foi, irá voltar”, esclarece.

Em outros Stories da advogada, ela mostra os seus carros sendo apreendidos. “Levando meu carro declarado. Imposto pago. Tá bom, Brasil. Agora, eles vão levar. Agora eles estão levando a Porsche. Tudo pago. É sobre isso, Brasil”, finaliza.