Fechar

EXCLUSIVO DJ Gabriel do Borel abre boletim de ocorrência contra segurança que o agrediu em hotel

Assessoria do artista se manifesta em repúdio contra postura preconceituosa do profissional

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Após compartilhar em suas redes sociais que foi agredido no saguão do Hotel Ca ‘d’ Doro, localizado na Rua Augusta, no Centro de São Paulo, na madrugada desta quarta-feira (23), o DJ Gabriel do Borel foi até uma delegacia para registrar um boletim de ocorrência contra o estabelecimento e contra o segurança que o agrediu.

No documento, que foi registrado no 4º Distrito Policial da Consolação, Gabriel do Borel narra que as agressões começaram após ele perguntar o endereço do hotel ao segurança. Disse ainda que, ‘sem qualquer motivo’, o segurança ficou nervoso e o questionou sobre o por que de ele querer saber o endereço e se ele estaria usando o hotel como referência para algo. Em seguida Gabriel afirma que o segurança o mandou ir embora do local, ignorando completamente o fato de ele ser um dos hóspedes do estabelecimento.

Procurada pela coluna, a assessoria do DJ divulgou um comunicado repudiando o episódio. “Consideramos inaceitável situações como a que aconteceu com o mesmo, na madrugada desta quarta-feira, 23. É triste constatar que ainda nos dias de hoje, em que a informação está cada vez mais acessível a todos, ainda hajam atitudes tão racistas e discriminatórias, que colocam homens pretos, pobres e favelados sempre na condição de suspeitos por quaisquer coisa que seja. Lamentável que seja esse tipo de ‘profissional’ a representar um hotel tão tradicional em SP. Esperamos de coração que todas as atitudes cabíveis sejam tomadas por parte dos responsáveis e que a justiça seja feita”.

Nas redes sociais, Gabriel do Borel compartilhou o vídeo do momento da agressão e desabafou: “Acabei de ser discriminado nesse hotel por aquele segurança [mostra o segurança]. Me jogou no chão, me bateu, bateu na menina que estava comigo aqui. Jogou tudo no chão, minhas coisas, me tratou como lixo”, disse o artista.

Continua após a publicidade

“Fui pedir uma informação para ele, que me tratou super mal, e logo após quando eu entrei no hotel, porque eu falei que estava hospedado, ele me deu uma banda [rasteira], me jogou no chão, puxou meu cabelo”, completou ele.