Fechar
Amor e prazer

‘É bom e pronto’, diz Ana Paula Padrão sobre o sexo depois dos 50 anos

Apresentadora, de 55 anos, abre o jogo sobre a vida sexual e garante: ‘a mãe tá on’

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

A apresentadora Ana Paula Padrão resolveu acabar com a curiosidade dos seus seguidores, que volta e meia perguntam sobre sexo. Aos 55 anos, a jornalista assumiu que a ‘mãe tá on’ e que seu libido não sofreu alteração por causa da menopausa.

O sexo muda nos 50? Muda. E pode ser pra melhor! Um médico amigo me disse, um dia, que o sexo mora na cabeça. Concordo totalmente. Se a mulher acredita que os 50+ são a idade da invisibilidade, ela ficará invisível. Assim como aquela que acredita que certas roupas não são pra ela, que é hora de cortar o cabelo ou de manter um certo recato no comportamento. Preciso reconhecer aqui que a menopausa tem um efeito importante sobre a libido, pelo qual não passei”, começou Ana Paula no longo texto.

Casada há seis anos com o empresário Gustavo Diament, ela ainda revelou que enfrentou problemas com miomas uterinos e que, em acordo com o seu ginecologista, decidiu tirar o útero e os ovários. Fez reposição hormonal e continua se relacionando com o parceiro normalmente.

“Creio que a principal ignição sexual está em sentir-se confortável com seu corpo e gostar da intimidade e do prazer que o ato sexual proporciona. Com alguém que se ama, é perfeito! Existe uma magia em despir-se diante da outra pessoa, literalmente e também metaforicamente. A mulher mais madura que aproveita o sexo porque gosta – e sabe do que gosta – libertou-se da cultura do ‘seu tempo passou'”, explicou umas das comandantes do extinto MasterChef da Band após sete temporadas.

Continua após a publicidade

Para finalizar, a apresentadora incentivou outras mulheres a conversarem sobre sexo. “Passar dos 50 é estar livre da preocupação com a reprodução, com a ética e a estética e curtir todas as nuances daquele momento apenas pelo que ele nos traz em prazer instintivo animal. É bom e pronto.
Apesar disso, pesquisas mostram que pelo menos metade das mulheres que passou dos 50 abdicou da vida sexual e, parte delas, com alívio. Tabu? Machismo? Hormônios? Um pouco de cada? Não sei mas te garanto, amiga 50+, que vale a pena conversar sobre isso!”

Você usa TELEGRAM? Então entre no nosso canal e receba nossas notícias no seu celular.
Basta clicar aqui -> https://t.me/portalemoff