Fechar

EXCLUSIVO Elymar Santos revela o real motivo de deixar escola de samba

Cantor conta que brigou com a atual diretoria por causa da doação de cestas básicas para a comunidade da escola

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

Desde que Elymar Santos anunciou, aqui na coluna, a sua saída da Imperatriz Leopoldinense, no final do mês passado, o mundo do samba começou a especular qual teria sido o real motivo de desligamento depois de 36 anos. Esta humilde colunista soube que corriam boatos pelos corredores da quadra da agremiação de uma briga feia entre o cantor e a diretoria. O motivo do desentendimento teria sido a doação de duas mil por cestas básicas para a comunidade de Ramos. Fomos então, atrás de Elymar, e ele contou tudo.

“Foi verdade. Eu estou distribuindo cestas básicas para várias comunidades porque fui abençoado com uma graça e, em forma de agradecimento, decidi fazer doações. Fiz durante toda a pandemia e continuo ajudando as pessoas necessitadas. Entrei em contato com a diretoria da escola e eles simplesmente me ignoraram. Ignoraram a minha ajuda”, explica Elymar.

Elymar ainda contou que a confusão começou mesmo quando a escola tentou divulgar que a doação seria uma parceria da escola com o cantor. “Não havia parceria. Eu estava doando para escola e não queria o nome de ninguém atrelado a essa ajuda que não fosse a própria Imperatriz. Como colocar o nome de fulano ou beltrano? Ninguém me ajudou em nada. Não fazia sentido. Como resposta, eles decidiram recusar a minha oferta”, admite, triste, o dono de sucessos como, ‘Cachaça’, ‘Taras e Manias’ e ‘Escancarando de Vez’.

O cantor, que até já tinha encomendado as cestas básicas, decidiu doá-las para as comunidades de outras escolas de samba. “Dividi e vou mandar 500 cestas para quadras da Mangueira, 500 para Império da Tijuca, 500 para a Em Cima da Hora e 500 para a Independente da Olaria. Sei que elas vão ser bem distribuídas e vão parar nas casas das pessoas do samba. Eu quis ajudar as pessoas da minha comunidade, mas, infelizmente, não foi possível”, finaliza.

Continua após a publicidade

A coluna procurou a presidente executiva da escola, Cátia Drummond, que atendeu primeiramente a ligação, mas não quis responder sobre a saída de Elymar Santos. “Já tem duas semanas”, se limitou a dizer antes de encerrar o assunto. Na manhã desta quinta-feira (16), Cátia procurou esta colunista e explicou o que aconteceu: “A Imperatriz foi procurada pelo cantor, que ofereceu duas mil cestas para o projeto da escola. No momento que eu fico responsável pelas inscrições e entregas de 2 mil cestas, entendo que a escola vira parceira do cantor. Afinal, é a escola quem vai organizar e bancar os gastos para a realização da entrega das cestas. Mas Elymar não gostou do nome ‘parceria’ e optou por sair da escola”.

Nesta quinta-feira (1¨6), o Retiro dos Artistas agradecemos recebeu de Elymar Santos a doação de 100 kits de Natal e de 100 cestas básicas e soltou um comunicado de agradecimento: “Ser lembrado é maravilhoso, ter a lembrança transformada no grande ato de amor que é o de doar e solidariedade humana, reafirma o inestimável valor do Retiro dos Artistas ao cantor. Reiterando nossos agradecimentos com um carinhoso abraço, nos colocamos sempre ao seu dispor”, diz a nota.