Fechar

EXCLUSIVO Ex de Glória Maria teme estar sofrendo perseguição da apresentadora após se assumir gay

Casal acredita que tenha sido vetado em algumas das principais revistas do país por causa da apresentadora

Fábia Oliveira EM OFF
Fábia OliveiraColunista do EM OFF

O ator e empresário Bernardo Langlott e seu namorado, o jornalista Betoh Cascardo, atualmente vivem um impasse com a apresentadora do Globo Repórter, Glória Maria, que vem a ser ex-namorada de Bernardo. O casal, que está junto há cerca de três meses, acredita que vem sendo alvo de perseguição por parte da jornalista, após ter sido vetado em algumas das principais revistas do país. Segundo relatam os dois, algumas publicações tinham o interesse em fazer matérias sobre o relacionamento recém-assumido publicamente por eles, mas os conteúdos acabaram sendo vetados.

Bernardo e Betoh estavam empolgados com a pauta levantada por uma dessas revistas, que traria em seu contexto os desafios que um casal LGBTQIA+ enfrenta todos os dias, quando resolve expor sua relação de amor e cumplicidade para a sociedade, enquanto figuras públicas. Num primeiro momento, Betoh, que é jornalista e conhece bem como funcionam as redações e suas respectivas linhas editoriais, começou a estranhar a demora na marcação da entrevista que já estava fechada. E para a sua total surpresa, ele foi informado por uma fonte ligada à revista que a pauta havia caído a pedido de uma figura muito conceituada e amiga do editor chefe.

O jornalista ouviu a mesma explicação de que ‘a pauta caiu’ de outro colega da imprensa, mas desta vez, de um veículo que pertence ao grupo Globo. Ocorre que Betoh descobriu que Glória Maria não gostou nada de ser procurada para comentar sobre o primeiro romance homossexual assumido publicamente pelo ex-namorado. E a recusa de Glória Maria em se manifestar sobre o ex teria feito com que os demais veículos e produtos pertencentes ao grupo Globo, no qual a apresentadora trabalha, não publicassem mais qualquer conteúdo relacionado ao casal.

Betoh Cascardo então resolveu expor sua indignação como o ocorrido: “Isso é inadmissível, em que século nós estamos? As pessoas se colocam acima do bem e do mal, e se acham no direito de vetar a felicidade da gente? Segundo os relatos dessas fontes, ao que tudo indica, é que a Glória não teria gostado de ver a nossa felicidade, que estaria pegando no nosso pé sem motivos reais, isso não faz o estilo dela”, começou ele, ao desabafar sobre o assunto.

Continua após a publicidade

“A Glória sempre passou uma imagem de mulher empoderada, à frente do seu tempo, livre de qualquer preconceito ou tabu, pelo menos sempre foi essa a minha leitura em relação a ela. Não combina com ela não estar conseguindo encarar a felicidade alheia ao se tratar de pessoas do mesmo sexo esbanjando alegria e amor. O que estaria incomodando tanto, a felicidade do casal, ou o fato do Bernardo ter se assumido gay?”, questionou o jornalista.

Bernardo Langlott, por sua vez, endossou a fala do amado: “A minha vida sempre foi pública, nunca precisei usar o nome de ninguém pra estar em destaque. Sou de uma família tradicional de Minas Gerais, completamente estruturada e muito bem sucedida no ramo de joelheiros. Trabalho desde os meus 15 anos e sempre tive meu sobrenome como meu maior patrimônio. As pessoas que passaram por minha vida sempre serão lembradas com muito carinho e respeito, como foi o caso da Glória, uma mulher que sempre tive uma enorme admiração. Sempre que era perguntado sobre nosso relacionamento, nunca deixei de tecer inúmeros elogios a ela como pessoa e profissional”, disse o empresário.

“Uma mulher que, de alguma forma, me ensinou bastante sobre relações, pois quando namoramos eu era quase um menino, tinha apenas 25 anos, e sua passagem me marcou demais. Hoje estou muito triste com estes últimos acontecimentos, até porque, no fundo do meu coração, eu e o Betoh esperamos sinceramente que nada e ninguém tenha poder para interferir na nossa felicidade. Ninguém pode nos impedir de contar a nossa própria história”, lamentou.

Betoh termina dizendo que não consegue ficar bem vendo seu namorado abalado com toda essa situação. “O Bê hoje faz parte da minha vida, somos um casal que se ama e se respeita muito. Quando algo atinge um de nós, acaba mexendo com os dois, pois somos muito unidos e parceiros de vida.
Quem sabe depois que essa matéria for publicada, não possamos ter a grata surpresa de uma mensagem da Glória esclarecendo que tudo não passou de um tremendo mal entendido e acabe desejando felicidades ao casal? Afinal, isso seria a postura mais indicada para uma mulher com tanta classe e maturidade quanto ela. Só assim teremos a certeza que nosso desabafo foi válido para que outras tantas pessoas não sejam mais vítimas de qualquer tipo de discriminação velada ou preconceito”, finalizou.