TENTARAM SER AMIGAS

Fantine afirma que todas as integrantes do Rouge tinham dificuldade na relação com Lu Andrade

"Não era só comigo, mas eu que falava e verbalizava mais", disse a cantora em entrevista ao podcast Vênus

Fábia Oliveira
Colunista do EM OFF

Fantine Thó abriu o jogo sobre sua rixa com Luciana Andrade na época do Rouge. Em entrevista ao podcast Vênus, a cantora contou que todas as integrantes do grupo tinham problemas de convivência com Lu.

“Nós tivemos muitas dificuldades. Eu principalmente na minha convivência com ela. Eu sempre fui muita aberta desde o começo. Quando eu encontrei a Lu na casa Pop, eu fiquei decepcionada. Eu pensei: ‘Puts, esse grupo não vai ser legal. Tive esse sentimento. Não me bateu legal”, admite.

Fantine admite que as cinco cantoras passaram por muitas questões entre elas, mas que colocavam tudo isso em segundo plano pelo Rouge. Ela rebate uma tese sobre o fim da banda.

“Inclusive, tem muita gente que tem teoria que eu tive um relacionamento com a Luciana e o grupo acabou por causa disso. Mas o Rouge é muito maior que o relacionamento de qualquer pessoa. Aconteceram várias coisas entre nós: relacionamentos, intrigas…Isso nunca foi motivo para a gente acabar um grupo. A oportunidade de estar lá, entre 30 mil meninas chegar a cinco é algo honrável. A gente se respeitou e foi acima de tudo. A nossa arte, nosso recado era maior que qualquer intriga”, destaca.

Fantine conta que se esforçou para que a convivência entre ela e Luciana fosse a melhor possível e reforça que ela não era a única que não vivia em harmonia com a artista. “Teve essa dificuldade. Teve o esforço legítimo de conviver, de fazer funcionar. Não é por uma diferença pessoal que todas nós tínhamos com a Lu. Porque não era só comigo, mas eu que falava e verbalizava mais”, desabafa.

Apesar das brigas entre as duas, Lu afirma o contrário publicamente, fato que incomoda Fantine. “Sempre foi uma dinâmica de: Eu tentei ser amiga da Lu, nunca me dei bem com ela, não faço questão de ser amiga dela. Essa é a verdade. Mas da parte dela é: ‘Eu sempre gostei da Fa’. Na minha experiência direta com ela isso não é uma verdade. É um discurso, mas não é uma realidade. E quero ter o direito de não gostar de uma pessoa. E nós duas nos esforçarmos. Me incomoda esse discurso vitimizado”, relata.

Por fim, ela contou no podcast que não irá mais se empenhar para ter uma convivência amistosa com a ex-colega. “Cansei de fingir, de tentar. Mas estou sempre disposta a colaborar, a trabalhar junto, porque o Rouge é muito maior que essas intrigas”, conclui.

Instagram Rouge
FANTINE THO - Venus Podcast #317