lamentou!

Felipe Neto denuncia ameaça que sofreu em estádio de futebol

O youtuber relatou o ocorrido nas redes sociais e lamentou não se sentir seguro fora de sua casa

Fábia Oliveira
Colunista do EM OFF

Felipe Neto usou as redes sociais para denunciar uma ameaça que sofreu, neste domingo (26), enquanto assista ao clássico Botafogo e Fluminense, no Estádio Nilton Santos, na zona norte do Rio de Janeiro. O influenciador contou o caso aos seus seguidores e disse que não sabe como vai se sentir seguro novamente no local.

“Estava assistindo ao jogo no meu camarote. Um segurança da empresa Blindados abordou meu motorista na porta e perguntou: ‘de quem é esse camarote?’. Ao ouvir que era meu, respondeu: ‘pff, tinha que botar uma bomba aí pra explodir e não sobrar nada'”, começou contando Felipe Neto no Twitter.

Em seguida, ele lamentou: “Vamos fazer representação contra esse homem, mas esse é o resumo da minha vida nos últimos quatro anos. A qualquer momento algo pode acontecer comigo. Se isso acontecer, só peço que vocês lembrem quem foram as pessoas responsáveis por alimentar esse ódio contra mim. Não sei como vou me sentir seguro de novo no estádio depois disso. Eu já não me sinto seguro em lugar nenhum fora da minha casa”.

Pouco tempo depois de contar o caso, Felipe Neto retornou ao Twitter e revelou que havia sido procurado pela diretoria do Botafogo. “A Diretoria do Botafogo entrou em contato comigo e garantiu que não poupará esforços para identificar o segurança que fez a ameaça de bomba contra mim. A empresa Blindados, responsável pelos seguranças do local, também está investigando para identificá-lo”, disse.

Nesta segunda-feira (27), Felipe Neto voltou a falar sobre o caso. Em seu Twitter, o youtuber atualizou as informações. “1 – Update sobre ameaça recebida no estádio Nilton Santos. A pessoa que ameaçou estava na porta do camarote e falou diretamente com meu motorista. Ele achava se tratar de um segurança da empresa Blindados, mas afirmou hoje que não tem certeza. Pode ter sido alguém que passava por ali”, disse.

Felipe disse ainda que a diretoria do Botafogo está analisando imagens de câmeras de segurança para tentar identificar a pessoa. “2 – A empresa Blindados e a diretoria do Botafogo estão fazendo de tudo para encontrar o sujeito, inclusive analisando as imagens das câmeras de segurança. O motorista ficou nervoso no momento, achou que poderia ser um dos seguranças e relatou isso, mas não tem como dar certeza”, contou.

Ele finalizou: “3- Por se tratar de um caso grave, é muito importante explicar todos os detalhes pra vocês, até pra ninguém inocente correr risco de ser punido, ou a reputação da empresa ser atacada. Tudo que eu quero é que encontrem quem falou de colocar a bomba no camarote e que os fatos sejam apurados”, terminou.