se pronunciou

Filipe Ret não se desculpa por jogar fã do palco e tenta justificar agressão

Cantor se pronunciou após ser alvo de inúmeras críticas nas redes sociais

Fábia Oliveira
Colunista do EM OFF

Filipe Ret se manifestou no fim da noite deste sábado (23), sobre o vídeo em que ele aparece dando uma banda e empurrando um fã que invadiu o palco para cima do plateia. Nas imagens, o cantor ainda chuta o rapaz, após o mesmo ter caído nos braços do público que estava à beira do palco. Em seu pronunciamento, Filipe Ret não se desculpou e ainda tentou justificar seu gesto pra lá de radical.

“Eu faço show com energia, com amor e raiva. Geral se empolga e sei que alguns se exaltam além da conta e fazem o que sabem que não deve: invadir o palco. Eu posso tolerar uma invasão com respeito, posso tolerar várias invasões. Neste show foram mais de 20. Quase me machucaram”, começou ele.

Ele disse ainda que sua postura, que rendeu muitas críticas, foi condizente com o desrespeito que sofreu por parte do fã que subiu ao palco sem autorização. “Eu posso até parar uma música no meio e pedir humildemente para não atrapalharem mais o show, o meu trabalho, e não estragarem a vibe de outras milhares de pessoas que só querem curtir o show respeitosamente”, disse ele, que ainda citou que, na verdade, quem teria sido agredido foi ele, e não o fã chutado para fora do palco.

O rapper alegou que reagiu daquela forma como autodefesa. “Quando sou desrespeitado por pessoas… ‘ah, mas são fãs’. Quando você me desrespeita, você perde a moral. Paro o show, digo com toda clareza que estão atrapalhando e me violentando e, segundos depois, alguém age da mesma forma. Quem está sendo agredido sou eu. E minha resposta a essa agressão vira autodefesa. Minha reação com ele foi de uma típica autodefesa. No final, eu não empurro ele, mas o empurro de volta. Com raiva, sim, mas quem nunca, né?”, tentou justificar o cantor.

Ret mencionou que sua atitude foi pensando no grande público que pagou para curtir seu show. “Minha atitude foi de respeito aos 99% do público que queria curtir, porque minha outra atitude seria abandonar o palco. Mas tenho o meu jeito, sou aguerrido, e quis continuar até o fim, em respeito a grande maioria que merecia curtir e pagou para ver o show”.

Por fim, afirmou que fã que invade palco não merece respeito. “Quem tentou acabar com a festa não merecia respeito algum. Eu fui paciente pra cacete. Dizer que agredi fã é tirar do contexto e naturalizar a falta de respeito não só comigo, mas com todos os trabalhadores do evento e, principalmente, com 99% do público que só queria curtir”, finalizou.